Seguidores

sábado, 27 de dezembro de 2008

PORTO NA COPA SÃO PAULO

Enquanto o time profissional do Porto estréia apenas no dia 11 pelo Pernambucano 2009 contra o Serrano. O time de Juniores já está na reta final de preparação para a Copa São Paulo, o Gavião estréia na copinha no dia 4 de janeiro contra o Atlético-PR em Jacareí.
A novidade do Porto vai ficar no banco de reservas, o técnico Elenilson Santos assume no lugar de Edmilson Santos que não conseguiu sua regularização para competição. Elenilson foi o treinador do time principal do Porto durante o estadual de 2007 quando o gavião terminou em 4º lugar.

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

GRAMADOS DO INTERIOR EM XEQUE

JORNAL DO COMMERCIO 21/12/2008
Fortemente criticados no ano passado – com razão –, os gramados dos estádios do interior que servirão de palco para os jogos do Campeonato Pernambucano 2009, a partir do dia 11 de janeiro, estão sendo avaliados com mais rigor pela Federação Pernambucana de Futebol. Tanto que a maioria dos times está fazendo a pré-temporada em outros locais e até em cidades vizinhas, como prova de preservar os terrenos.
A reportagem do JC visitou os oito estádios fora da capital – Luiz Lacerda (Central e Porto), Gigante do Agreste (Sete de Setembro), Otávio Limeira Alves (Ypiranga), Carneirão (Vitória), Gileno de Carli (Cabense), Cornélio de Barros (Salgueiro), Pereirão (Serrano) e Paulo Coelho (Petrolina) – e conferiu de perto o esforço dos clubes para melhorar os campos, que ainda carecem de uma melhor condição até o pontapé inicial.
Um dos maiores alvos da edição 2008 foi o Gigante do Agreste, principalmente após o 1x1 entre Sete de Setembro e Sport, pela 2ª rodada da 1ª fase, que passou pela TV. A bola parecia viva, de tanto que quicava no duro gramado. A duras penas, o Sete conseguiu se segurar na elite, e para 2009 o novo presidente – o cardiologista Célio Cabral, que assumiu após a saída do norte-americano Andrew Hazelton –, resolveu investir na recuperação do Gigante. De acordo com ele, cerca de R$ 50 mil foram gastos com a infra-estrutura do estádio e com o gramado, que foi revestido de areia por baixo da grama para deixar o terreno menos duro. Estratégia parecida foi adotada pelo Ypiranga, no Otávio Limeira Alves, que aliás é o que mais preocupa a FPF até o momento.
“Gostei muito do trabalho feito no Gigante do Agreste, cujo gramado está bem melhor, exceto nas laterais. Já o Otávio Limeira Alves (Santa Cruz do Capibaribe) e o Luiz Lacerda (Caruaru) estariam reprovados, caso o campeonato fosse hoje. Mas como todos os clubes estão se esforçando para atender às nossas exigências, acredito que todos os gramados estarão aptos. Quem não cumprir as exigências não joga”, ameaçou o vice-presidente da Federação Pernambucana de Futebol, José Joaquim Pinto de Azevedo, que ainda vai visitar o Cornélio de Barros (Salgueiro), Pereirão (Serra Talhada), Paulo Coelho (Petrolina) e Gileno de Carli (Cabo), além da Ilha do Retiro, Aflitos e Arruda, que por sinal, está recebendo um gramado totalmente novo. O prazo dado pela FPF para os clubes atenderem às solicitações é 2 de janeiro.
Uma das mais tradicionais praças esportivas do interior, o Carneirão – que este ano volta a recepcionar jogos do Vitória na elite –, também passa por uma nova roupagem. Em alguns trechos, foram enxertados tapetes de grama esmeralda. O piso já passou por dois cortes, mas ainda tem irregularidade. Além do gramado, o estádio terá um novo setor de cadeiras, além de bancos de reservas reformados. De acordo com o presidente do Vitória, Paulo Roberto, o custo chega aos R$ 100 mil.
Já o Salgueiro vai inaugurar novas cabines para a imprensa e tribuna de honra, climatizadas e com elevador, no Cornélio de Barros. Aliás, o estádio deve abrigar também os primeiros jogos do Petrolina, já que a arquibancada do Paulo Coelho está interditada pelo Ministério Público.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

PORTO SEGUE TRABALHO SEM GRANDES CONTRATAÇÕES

JORNAL VANGUARDA
O Clube Atlético do Porto continua sua rotina de trabalhos com poucos reforços trazidos até agora. Em duas semanas de atividades, o clube caruaruense ainda não fez nenhuma aquisição de grande relevância e, ao que tudo indica, deve apostar mais uma vez na base de jogadores do início deste ano, mesclada com jovens talentos, para tentar surpreender no Campeonato Pernambucano de 2009.Apesar da pouca movimentação no mercado, a direção tricolor trabalha forte nos bastidores em busca de reforços. A prioridade do clube é contratar um lateral-direito de origem e um atacante. Mas até agora, nada foi fechado. Para o ataque, vários nomes interessam à diretoria, como os dos experientes Júnior Amorim, do CRB-AL, e Marco Antônio, ex-Central.A segunda semana de trabalhos teve treinamentos físicos e táticos. Enquanto o Estadual não chega, o técnico Adelmo Soares realizou alguns coletivos para dar um padrão de jogo à equipe. A movimentação com bola dos atletas tem explicação. O comandante espera fazer três amistosos com o Gavião do Agreste antes do início da temporada 2009.

FPF QUER LIBERAR JOGADORES MESMO SEM O AVAL DA CBF

JORNAL DO COMMERCIO 03/12/2008
A Federação Pernambucana de Futebol (FPF) pretende, mais uma vez, passar por cima das normas. A entidade vai se reunir com os clubes, amanhã, para propor que os atletas possam disputar as três primeiras rodadas do Estadual sem ter o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Depois de modificar o regulamento do Campeonato, quando o Estatuto do Torcedor prevê que a mudança só pode ser feita a cada dois anos, e marcar o início do Estadual para antes da data marcada pela Confederação, a FPF pode se envolver, novamente, numa polêmica.
De acordo com o parágrafo nono do artigo 32 do regulamento do Pernambucano, a FPF só dará condição de jogo aos atletas que tenham o nome publicado no BID da CBF. O problema é que a Confederação estará de recesso a partir do próximo dia 15 até 8 de janeiro, dois dias antes do início do Estadual. Como os clubes ainda estão em período de contratações, não haverá tempo hábil para regularizar os jogadores para as primeiras rodadas. Vale lembrar que a CBF marcou o início das competições para o dia 21.
“Vamos conversar com os clubes para ver se a gente antecipa o envio da documentação para a CBF”, afirmou o secretário-geral da FPF, João Caixero. A questão é que as negociações ainda estão no início e dificilmente alguma equipe conseguirá fechar muitas contratações até o dia 15.
O artigo 23 do Regulamento Geral das Competições da CBF, afirma que o Documento Único de Registro e Transferência (DURT-E) não estará disponível nos dias em que a entidade estiver de recesso.
A situação fica mais complicada ainda para o Santa Cruz, que está com pouco jogadores no elenco – suas primeiras contratações só foram anunciadas ontem. Sem contar que para regularizar os atletas, os clubes têm que pagar as taxas de transferências e os recursos no fim do ano são escassos.