Seguidores

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

PRINCIPAIS ARTILHEIROS/PERNAMBUCANO 2009

17rodadas
MARCELO RAMOS 12
CIRO- SPORT 11
FABIO SILVA-CENTRAL 11
GILMAR-NÁUTICO 10
CARLINHOS-NAUTICO 8
GUEGO-PORTO 6
ASSIS-YPIRANGA 6
PAULO RANGEL-SALGUEIRO 6
MARCIO-SANTA CRUZ 6
ALISON-SALGUEIRO 5
CORINGA-CABENSE 5
ALEANDRO- VITORIA 5

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

PERNAMBUCANO 2009






JOGOS DO 1ºTURNO-PERNAMBUCANO 2009


1ªrodada


SPORT 4X0 VITÓRIA


SERRANO 0X3 PORTO


NAUTICO 2X2 CABENSE


CENTRAL 1X2 SALGUEIRO


YPIRANGA 4X2 PETROLINA


SETE 0X1 SANTA CRUZ


2ªrodada


SALGUEIRO 0X2 SPORT


SERRANO 0X1 NAUTICO


PETROLINA 0X2 CENTRAL


PORTO 4X0 SANTA CRUZ


CABENSE 1X0 YPIRANGA


VITÓRIA 1X1 SETE


3ªrodada


NAUTICO 2X2 SALGUEIRO


SPORT 3X0 SERRANO


PORTO 4X0 PETROLINA


SANTA CRUZ 2X1 CENTRAL


SETE 0X2 CABENSE


YPIRANGA 2X1 VITÓRIA


4ªrodada


SPORT 1X0 SETE


YPIRANGA 3X4 NAUTICO


SERRANO 1X2 VITÓRIA


CENTRAL 2X3 PORTO


SALGUEIRO 1X2 SANTA CRUZ


CABENSE 2X0 PETROLINA


5ªrodada


PORTO 0X1 SPORT


NAUTICO 1X0 CENTRAL


SANTA CRUZ 3X1 YPIRANGA


PETROLINA 2X3 SETE


VITÓRIA 1X1 SALGUEIRO


SERRANO 1X0 CABENSE


6ªrodada


YPIRANGA 1X4 SPORT


SALGUEIRO 0X0 PORTO


SETE 1X1 NAUTICO


CENTRAL 1X1 SERRANO


VITORIA 0X2 PETROLINA


CABENSE 0X1 SANTA CRUZ
7ªrodada


SPORT 3X1 PETROLINA


NAUTICO 2X2 SANTA CRUZ


CABENSE 1X2 CENTRAL


PORTO 0X1 VITÓRIA


SALGUEIRO 3X1 YPIRANGA


SERRANO 1X1 SETE


8ªrodada


SPORT 2X0 CABENSE


PORTO 1X0 SETE


YPIRANGA 0X3 CENTRAL


VITÓRIA 1X5 NAUTICO


SANTA CRUZ 7X1 SERRANO


PETROLINA 1X SALGUEIRO


9ªrodada


NAUTICO 2X1 PETROLINA


SANTA CRUZ 1X1 SPORT


CABENSE 2X1 PORTO


CENTRAL 2X0 VITÓRIA


SETE 1X0 SALGUEIRO


SERRANO 2X3 YPIRANGA


10ªrodada


CENTRAL 1X3 SPORT


NAUTICO 1X0 PORTO


YPIRANGA 0X3 SETE


PETROLINA 2X3 SANTA CRUZ


SALGUEIRO 1X1 SERRANO


VITÓRIA 0X2 CABENSE


11ªrodada


SANTA CRUZ 1X1 VITÓRIA


SPORT 2X0 NAUTICO


PORTO 1X2 YPIRANGA


SETE 1X1 CENTRAL


PETROLINA 3X0 SERRANO


SALGUEIRO 1X0 CABENSE



2

PORTO EMPATA NO SERTÃO E CAI PARA 3º

Gavião segura 0x0 com o Salgueiro, fora de casa, mas perde a vice-liderança para o Santa Cruz. Tricolor do Agreste tem agora 13 pontos. Já o Carcará está na oitava posição, com seis.
Jogando para tentar apagar o futebol apresentado na última rodada do Campeonato Pernambucano, quando acabaram sendo derrotados, as equipes de Salgueiro e Porto entraram em campo ontem, no estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro, mas não conseguiram tirar o zero do placar.
O empate acabou fazendo com que os dois times vissem suas pretensões na rodada ficarem para trás. Com o empate o time do Salgueiro agora soma seis pontos e continua estacionado na oitava posição, enquanto o Porto, pela segunda rodada consecutiva, perde uma posição na tabela.
A vitória do Santa Cruz sobre a Cabense, no Cabo de Santo Agostinho fez com que o tricolor da capital assumisse a segunda colocação, com 15 pontos, e ultrapassasse o tricolor do Agreste, que agora soma 13 pontos.
O jogo não fugiu muito do que vem acontecendo com as duas equipes desde o início do estadual.
Enquanto o Carcará joga bem e não tem conseguido sorte nas finalizações, o Porto novamente começa mal a partida. Nas últimas rodadas a equipe caruaruense havia conseguido acordar no segundo tempo, mas em Salgueiro isso não aconteceu e os tricolores tiveram que se contentar mesmo com o empate em 0x0.
Assim como na partida passada, quando perdeu para o Sport, a equipe do Porto não voltou a apresentar o futebol das primeiras quatro rodadas do torneio e viu o Salgueiro mandar na partida.
A equipe do Sertão teve cinco chances claras interceptadas pelo goleiro Danilo, do Porto, que acabou sendo o destaque da equipe caruaruense.
O Gavião ainda perdeu o lateral-esquerdo Aírton, aos 20 minutos do segundo tempo. Ele recebeu o segundo cartão amarelo na partida e acabou tendo que assistir o restante da partida dos vestiários.

FICHA DO JOGO
SALGUEIRO 0X0 PORTO
LOCAL Cornélio de Barros(Salgueiro)
DATA 28/01/2009
ÁRBITRO Emerson Sobral
ASSISTENTES Jossemmar Diniz e Wilton Lins
CARTÕES AMARELOS Porto: Airton, Kiros e Wagner Rosa. Salgueiro:Rogério, Henrique, Henrique Yroche e Vitor Caicó.
CARTÃO VERMELHO Airton
PUBLICO 4.543
RENDA R$ 20.820,00
SALGUEIRO
Luciano, Rogério, Alisson, Henrique e Henrique Yroche. Marcos Mendes, Wendel, Vitor Caicó(Rodrigo) e Oliveira(Mauro). Patrick(Tiago) e Leonardo. Tecnico: Neco.
PORTO
Danilo, Baiano, Gonçalves, Stanley e Airton. Cosme, Wagner Rosa, Guego e Thiago Laranjeira(Neilson). Marlos e Kiros(Rogerio). Tecnico: Adelmo Soares.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

FICHA DO JOGO

PORTO 0X1 SPORT
Data: 25/01/2009
Local: Luiz Lacerda (Caruaru).
Árbitro: Cláudio Mercante.
Assistentes: Júlio César Bezerra e Ubirajara Ferraz.
Gols: Guto, aos três do primeiro.
Cartões amarelos: Vágner Rosa, Rogério e Durval.
Público: 8.188
Renda:R$ 91.750,00
PORTO
Danilo; Baiano (Neílson), Stanley, Gonçalves e Airton (Rômulo); Rodolfo, Vágner Rosa, Thiago Laranjeira e Guego; Kiros (Rogério) e Marlos. Técnico: Adelmo Soares.
SPORT
Magrão; César, Igor e Durval; Sidny, Hamilton, Sandro Goiano (Andrade), Paulo Baier (Fumagalli) e Dutra; Guto e Ciro (Luciano Henrique). Técnico: Nelsinho Batista.

FICHA DO JOGO

CENTRAL 2X3 PORTO
LOCAL José Luiz lacerda
DATA 21/01/2009
ÁRBITRO Wilson de Souza
ASSISTENTES Ricardo Menezes e Paulo Steffanello
CARTÕES AMARELOS Central- Cezar Baiano, Davi e Russo
GOLS Adeildo(C), Cláudio(C), Guego(P), Rogério(P) e Guego(P)
PÚBLICO 7,352
RENDA R$ 41.540,00
CENTRAL
Davi, Russo, Bebeto, Sidney e Adeildo. Cezar Baiano(Jardel)(Fernando), Macio, Danilo(Juninho) e Djalma. Ailton e Cláudio. Técnico: Lourival Santos
PORTO
Danilo, Baiano(Cleiton), Gonçalves, Stanley e Airton(Val). Rodolfo, Wagner Rosa, Guego e Thiago Laranjeira. Marlos e Kiros(Rogério). Técnico: Adelmo Soares.

domingo, 25 de janeiro de 2009

PORTO PERDE PARA O SPORT


O Sport soube segurar bem o Porto e assumiu a liderança isolada do primeiro turno do Campeonato Pernambucano com a vitória por 1x0 diante do Porto, neste domingo (25), no estádio Luiz Lacerda, em Caruaru. O gol da vitória foi marcado logo aos três minutos de partida, por intermédio de Guto. Os rubro-negros chegaram aos 15 pontos e deixam o Gavião com 12.
A postura do Porto ficou bem definida tão logo a bola começou a rolar: marcar o Sport na saída de bola. No entanto, o Sport foi mais esperto e, na primeira jogada trabalhada conseguiu seu gol. Sandro Goiano dominou e fez o lançamento longo para Guto. Ele percebeu a saída de Danilo e, de cabeça, mandou por cobertura para abrir o placar.
A desvantagem no placar não mudou a postura do Porto em fazer pressão nos zagueiros, o que obrigou o Sport a fazer "ligação direta" - a bola saída da defesa para o ataque sem passar pelo setor de criação, o meio-de-campo. Além disso, a má jornada de Ciro, não dominava as jogadas, fez com que a defesa do Gavião sempre levasse vantagem.
Por outro lado, o trio de zaga do Sport, reforçado pela boa atuação do volante Hamilton não deixava o ataque do Porto entrar na área. As tentativas dos caruaruenses eram de longe, e sempre sem pontaria. Assim, só a bola parada resolveria. E, aos 25, Paulo Baier bateu falta da direita e Igor cabeceou forte. Danilo defendeu e a trave também ajudou. No rebote, o mesmo Igor chutou torto, para fora.
Os donos da casa só conseguiram levar perigo efetivo aos 35 minutos. Depois de uma cobrança de falta bater na barreira leonina, Thiago Laranjeira ficou com a sobra, mas chutou na rede, pelo lado de fora. O rubro-negro respondeu outra vez na bola parada. Paulo Baier bateu escanteio e César cabeceou raspando a trave direita. O único chute do Porto em direção ao gol saiu aos 43. Vágner Rosa mandou fraco, fácil para Magrão.
Os dois times voltaram para a etapa final com alterações, por coincidência, ambas nos respectivos setores ofensivos. Luciano Henrique assumiu o posto de Ciro pelo Sport; e Rogério entrou na vaga de Kiros, pelo Porto. Mas foram as posturas dos dois times foram opostas. O time da Ilha recuou seu meio-de-campo, enquanto o Gavião teve mais posse de bola.
Mas o primeiro lance de perigo veio apenas aos 12 minutos. Rogério dominou a bola dentro da grande área e chutou para fora. Durante grande parte dos 45 minutos finais o jogo deu-se no campo defensivo rubro-negro, porém a grande fase dos defensores - o time ainda não tomou gol nos cinco confrontos - atrapalhou as pretensões do Porto.
O Sport só veio finalizar aos 24 minutos, com Hamilton. Mas o chute foi fraco, sem grande dificuldade para Danilo. A essa altura, Fumagalli já entrara no lugar de Paulo Baier, bastante cansado. Dois minutos depois da tentativa de Hamilton, a bola parada voltou a ajudar o Leão. Andrade bateu de longe e Danilo defendeu em dois tempos.
Somente nos dez minutos finais é que o Porto chegou em condições de finalizar com mais perigo. Mas quando a zaga não conseguiu conter, apareceu a figura de Magrão. Aos 45 minutos, Thiago Laranjeira bateu escanteio e Rogério cabeceou livre. O goleiro do Sport mandou a escanteio e garantiu a vitória.
Na próxima quarta-feira (28), o Sport volta a atuar fora de casa. O adversário será o Ypiranga, em Santa Cruz do Capibaribe. Já o Porto encara o Salgueiro, no Cornélio de Barros.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

GUEGO E CIRO NEGAM DUELO PARTICULAR

JORNAL DO COMMERCIO 23.01.2009
Jovens goleadores do Estadual adotam discurso de humildade e tiram o peso da briga pela artilharia
Por Lucas Liausu
O jogo entre Porto e Sport, que acontece no próximo domingo, no Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru, está sendo muito aguardado pelos dois times estarem dividindo a liderança da competição desde a primeira rodada, com a equipe caruaruense hoje na frente pelo saldo de gols (12x10). Além do confronto entre os líderes, a partida também marcará o duelo entre os dois maiores goleadores dessa edição do estadual.
O meia Guego, do Porto, e o atacante Ciro, do Sport, disputam rodada a rodada a liderança do prêmio máximo individual da competição. Assim como na classificação, o tricolor do Agreste também leva uma pequena vantagem em relação ao rubro-negro da capital. Guego marcou cinco gols, enquanto Ciro balançou as redes quatro vezes.
Um ponto que chama a atenção entre os atletas é a idade. Fugindo da regra dos últimos quatro anos, quando os artilheiros do Pernambucano foram jogadores mais experientes – como Geraldo, Marcelo Ramos, Carlinhos Bala e Kuki – Guego, 22 anos, e Ciro, 19, são jovens promessas do futebol pernambucano e, talvez por isso, não estejam pondo a artilharia como o primeiro objetivo – ao contrário dos “medalhões”.
Apesar de não se conhecerem pessoalmente, Guego e Ciro parecem ter combinado o discurso quando o assunto é a artilharia da competição. “Eu não entro em campo só pensando em ser o artilheiro. Claro que jogo para fazer gols e ajudar meu time, mas a artilharia não é meu objetivo principal”, diz Guego. Para Ciro, a principal meta é o título. “Jogo sempre para ajudar o Sport. Minha intenção é ser um jogador operário e estar lá na frente batalhando pela bola. Tento sempre fazer meus gols, mas penso primeiro no grupo.”
Sobre o duelo particular que travariam em busca da artilharia na partida, eles também desconversam. “A imprensa pode falar que é duelo, mas não vejo dessa maneira”, comenta Guego. Ciro também não quis saber da disputa. “Não tem isso. Entro em campo para ajudar o Sport e é o que vou fazer domingo. Se puder fazer gols, ótimo.”
Artilheiro do Pernambucano de Juniores, em 2008, o rubro-negro classifica como dura a briga pela artilharia de 2009 entre os profissionais. “Há muitos jogadores de qualidade, e o futebol jogado é outro. Acho difícil (ser o goleador máximo).”
Guego pode ser o terceiro artilheiro por um time do interior no Estadual, juntando-se a Kelson, do Itacuruba (2004), e Lêniton, do próprio Porto (1998). Ele, porém, não se deslumbra. “Seria ótimo entrar para a história, mas abro mão de meus objetivos pessoais em prol do grupo. Sem os meus companheiros eu não estaria fazendo gols.”

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

HINO DO PORTO

clique no link para baixar o hino do gavião http://www.4shared.com/file/24280521/d9d2db2e/porto_-_pe.html/

PORTO VIRA E AQUECE JOGO CONTRA O SPORT

Porto vira e aquece jogo com o SportPublicado em 22.01.2009
Gavião perdia do Central por 2x0, mas virou com categoria para 3x2, com ajuda do artilheiro do Estadual: Guego. Resultado mantém o tricolor na ponta e apimenta a partida de domingo

JORNAL DO COMMERCIO 22/01/2009
Foi um Clássico Matuto como há muito tempo não se via. Estádio cheio, muitos gols e uma vitória emocionante do Porto, fizeram a alegria do torcedor que compareceu ao Lacerdão na noite de ontem. O Tricolor do Agreste começou a partida perdendo de 2x0, conseguindo uma grande reação e virando o placar no pagar das luzes. O resultado deixa o Gavião com 100% de aproveitamento e a liderança isolada ao lado do Sport, mas a equipe de Caruaru lidera no saldo de gols (14x13). No próximo domingo, o Porto pega o Leão em Caruaru no grande tira-teima deste turno.
O começo do jogo foi alucinante com as duas equipes buscando o gol assim que a bola rolou. O primeiro ataque perigoso foi do Gavião do Agreste, aos dois minutos. O meia Tiago Laranjeira tabelou com Guego, que chutou forte por cima da meta de Davi. A bola raspou a trave antes de sair. A resposta da Patativa veio logo em seguida com Cláudio. O atacante recebeu cruzamento de Russo e acertou um belo chute de fora da área. Davi fez uma grande defesa espalmando para escanteio.
Enquanto o Tricolor procurava utilizar a velocidade de seus atletas para dominar a partida, o alvinegro chegava ao gol adversário através do toque de bola e com mais perigo. O primeiro gol saiu aos nove minutos. Depois de um bate rebate dentro da área, a bola sobrou para Adeildo abrir o placar de cabeça: Central 1x 0. O segundo tento veio aos 12 minutos depois de um contra-ataque mortal da Patativa. A defesa centralina tomou a bola na intermediária, Russo avançou pela direita, driblou um adversário e tocou para Djalma que chutou forte. O goleiro rebateu e Cláudio bem colocado fez 2x0.
Reação- O Gavião resolveu mostrar as garras e partiu para cima. Logo no primeiro ataque após tomar o segundo gol, o time comandado por Adelmo Soares conseguiu diminuir o marcador, através de um pênalti. Tiago Laranjeira foi derrubado na entrada da área e Guego bateu para fazer seu quinto tento na competição. No segundo tempo o Porto voltou mais ligado na partida e soube aproveitar sua melhor condição física pressionando a saída de bola do Central. Depois de tanto insistir, o empate acabou chegando com Rogério, numa bela cabeçada.
O gol da virada veio já no final da partida e quando o Central buscava a vitória. Os garotos do Porto tomaram a bola na intermediária alvinegra e no contra-ataque, Guego marcou o gol da virada: Porto 3x2. Com o resultado a equipe de Caruaru mantém os 100% de aproveitamento e a liderança isolada. Guego assumiu a artilharia com seis tentos, uma média de 1,5 gol por jogo.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

DE VIRADA É MAIS GOSTOSO

O Porto venceu o Central por 3x2 de virada e segue na liderança do Pernambucano. O Porto começou jogando em velocidade criando mais chances que o Central, mas foi foi Central que abriu o marcador com Adeildo e fez 2x0 com Cláudio em menos de 15 minutos de jogo. O que parecia o ínicio de uma goleada tomou forma diferente quando aos 16 minutos Guego cobrando penalti diminuiu.
O segundo tempo começou com o dominio do Porto, a pressão valeu e logo o Gavião empatou com Rogério de cabeça.
Depois de levar o gol, o Central resolveu sair pro jogo e abriu espaço pro Porto contra-atacar e num desses contra-ataques o Porto virou o placar com Guego escorando o cruzamento. Placar final 3x2 Porto.
Domingo o Porto enfrenta o Sport pela liderança do Pernambucano( os dois tem 12 pontos) no José Luis lacerda. Nesse jogo o Porto espera quebrar um tabu de 14 anos sem ganhar da equipe rubro negra em Caruaru, a última vitória foi em 1995. Vale lembrar que em 2005 o Porto venceu o Sport por 2x1 na Ilha do Retiro.

FICHA DO JOGO

PORTO 4X0 PETROLINA
LOCAL José Luis Lacerda
DATA 18/01/2009
ÁRBITRO Carlos Costa
ASSISTENTES Alcides Lira e marcelino Castro
CARTÕES AMARELOS: PORTO- Kiros, Airton e Stanley. Petrolina- Neto Maranhão e Wando
CARTÕES VERMELHOS: PORTO- Cosme. PETROLINA- Kelly e Wando.
GOLS Kiros, Rogério, Rogério e Guego.
PUBLICO 3.982
RENDA R$: 19.095,00

PORTO
Danilo, Baiano, Gonçalves, Stanlei e Airton(Oziel). Cosme, Wagner Rosa, Guego e Thiago Laranjeira. Marlos(Rogério) e Kiros(Rodolfo). Técnico: Adelmo Soares.
PETROLINA
Ary, Gustavo, Paulo Ricardo, Rafael e Cuinha. Wando, Alisson(Baltazar), Neto Maranhão e Nildo(Everton). Douglas(Kelly) e Alex. Técnico: Luciano Ribeiro.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

PORTO FAZ MAIS UMA VÍTIMA

Jogando um futebol ofensivo e de muita marcação, o Porto conseguiu sua terceira goleada consecutiva e se manteve na liderança isolada do Campeonato Pernambucano ao derrotar o Petrolina por 4x0, ontem, no Estádio Luiz Lacerda. O Gavião do Agreste, possui os mesmos nove pontos do Sport, mas lidera no saldo de gols (11 x 9). O próximo jogo do Porto é o clássico contra o Central, no Larcerdão.
Para manter a liderança e os 100% de aproveitamento o Porto não teve muito trabalho diante do Petrolina. O Gavião utilizou a mesma tática das partidas anteriores: muita correria no primeiro tempo e marcação sob pressão durante os 90 minutos. Até que no primeiro tempo o Petrolina tentou segurar o adversário e igualar as ações, só tomando um gol. Kiros, aos 24 minutos, marcou depois de uma falha na saída de bola da equipe sertaneja.
Na segunda etapa, o Petrolina cansou e, aos poucos, cedeu espaço no meio de campo. Aos 24 minutos, Rogério aproveitou a falha do goleiro na saída bola, ganhou do zagueiro Paulo Ricardo com o drible da vaca, driblou Ari e fez o gol mais bonito da partida: Porto 2x0.
O terceiro gol veio aos 34, com o mesmo Rogério, que recebeu pela direita e mais uma vez tocou na saída do goleiro. Um minuto depois Guego perdeu uma chance na cara do gol, chutando por cima quando estava na frente do goleiro. Aos 39 ele teve a chance de se redimir quando Tiago Laranjeira foi derrubado dentro da área: pênalti. Guego bateu com categoria e fez 4x0, fechando o placar.

domingo, 18 de janeiro de 2009

JOGOS DO PORTO 2009


CAMPEONATO PERNAMBUCANO
1ºturno
SERRANO 0X3 PORTO
Airton, Marlos e Baiano
PORTO 4X0 SANTA CRUZ
Guego, Kiros, Guego e Val
PORTO 4X0 PETROLINA
Kiros, Rogério, Rogério e Guego
CENTRAL 2X3 PORTO
Guego, Rogério, Guego
PORTO 0X1 SPORT
SALGUEIRO 0X0 PORTO
PORTO 0X1 VITÓRIA
PORTO 1X0 SETE
Val
CABENSE 2X1 PORTO
contra
NAUTICO 1X0 PORTO
PORTO 1X2 YPIRANGA
Guego
2º turno
PORTO 2X0 SERRANO
Rodolfo Potiguar e Thiago Laranjeira
SANTA CRUZ 2X0 PORTO
PETROLINA 1X0 PORTO
PORTO 2X1 CENTRAL
Rogério e Joelson
SPORT 3X0 PORTO
PORTO3X0 SALGUEIRO
Baiano, Joelson e Airton
VITORIA 0X4 PORTO
Guego, Airton, Rogerio, Joelson
SETE 0x1 PORTO
Joelson
PORTO 0X0 CABENSE
PORTO 0X1 NAUTICO
YPIRANGA 4X2 PORTO
Joelson, Guego
Gols:
Guego 8
Rogério 5
Joelson 5
Airton 3
Kiros 2
Val 2
Baiano 2
Marlos 1
Rodolfo Potiguar 1
Thiago Laranjeira 1
Contra 1

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

PORTO HUMILHA SANTINHA

No segundo jogo fora de casa, o Santa Cruz jogou um balde de água fria na sua torcida ao ser goleado pelo Porto por 4x0 na noite desta quarta-feira (14), no Luiz Lacerda, em Caruaru. O time tricolor cometeu inúmeras falhas no sistema defensivo, principalmente no segundo tempo e vai tentar a reabilitação no próximo domingo (17), contra o Central, no Arruda.
O resultado manteve o Porto com cem por cento de aproveitamento e dividindo a liderança com o Sport, mas levando vantagem no saldo de gols (7x6). Por sua vez, o Santa é o sétimo colocado, com três.
A partida começou equilibrada e com os times demonstrando respeito mútuo. O primeiro lance de mais perigo foi por intermédio do Santa. Aos 15 minutos, Parral bateu escanteio e Márcio cabeceou a esquerda, levando perigo ao gol de Danilo. Até a metade da primeira etapa, o time coral teve um pouco mais de posse de bola, porém a transição do meio para o ataque dava-se de forma lenta.
Assim, a dupla de ataque ficou isolada, com Marcelo Ramos não tendo nenhuma oportunidade. Já o Porto, quando chegava mostrava mais qualidade na aproximação. Os erros eram na finalização, principalmente quando a bola estava nos pés de Thiago Laranjeira. A única chance para Marcelo Ramos saiu numa jogada ensaiada, aos 32. Parral bateu falta e o artilheiro chutou no canto, com muito perigo.
A resposta do Gavião veio sete minutos depois. Thiago Laranjeira entrou na área e foi derrubado pelo apagado Memo. Guego foi para a cobrança e bateu no lado oposto ao que atirou-se o goleiro André Zuba. Aos 42, o Porto quase chegou ao segundo, mas Memo, desta vez, apareceu bem para cortar.
Para o segundo tempo, o volante Hudson fez sua estréia no lugar de Elder com o nítido objetivo de proteger melhor a defesa coral. Mesmo assim, Rodolfo Potiguar chutou com perigo aos quatro minutos. Depois disso, o Santa conseguiu evitar as investidas mais perigosas do adversário por um bom tempo. Por outro lado, não mostrava criatividade com direito até a pisada na bola por parte de Marcelo Ramos.
Depois de 20 minutos sem perigo, a defensiva tricolor voltou a vacilar. Numa reposição de bola do goleiro Danilo, os zagueiros corais não conseguiram cortar e a bola sobrou limpa para Kirios chutar no canto, sem chance de defesa para Zuba. O goleiro tricolor adiou o terceiro gol dos caruaruenses aos 33, ao sair bem nos pés de Val.
No entanto, na reta final ele não pôde segurar. Aos 44, Thiago Laranjeira fez boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou para Guego finalizar e fazer seu segundo gol no jogo. A goleada encerrou nos acréscimos, aos 47. Val dominou a bola na meia-lua e chutou forte.

Ficha do jogo:
PORTO 4X0 SANTA CRUZ
LOCAL José Luiz Lacerda (Caruaru)
DATA 14/01/2009
ÁRBITRO Emerson Sobral
ASSISTENTES Júlio Cesar e Albert Júnior
Porto:
Danilo; Baiano (Val), Gonçalves, Stanley e Airton; Rodolfo, Cosme, Guego e Tiago Laranjeira; Kiros (Neílson) e Marlos(Romulo). Técnico: Adelmo Soares.
Santa Cruz:
André Zuba; Parral, Sandro (Anderson), Memo e Adílson; Bilica, Wagner, William (Juan Felipe) e Elder (Hudson); Márcio e Marcelo Ramos. Técnico: Márcio Bittencourt.

GOLS: Guego, aos 39 do primeiro tempo. Kiros, aos 24; Guego, aos 44; e Val, aos 47 do segundo. CARTÕES AMARELOS: PORTO- Rodolfo Potiguar e Guego. SANTA CRUZ- Memo, Parral e Wagner.
PUBLICO 7610
RENDA R$ 51.790,00

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

FICHA DO JOGO: SERRANO 0X3 PORTO

SERRANO 0X3 PORTO
DATA 11/01/2009
LOCAL Nildo Pereira de Menezez
HORÁRIO 16h
ÁRBITRO Patricio Souza
ASSISTENTES Elan Vieira e Paulo Sérgio Stefanello
GOLS Airton aos 6 1ºtempo, Marlos aos 2 e Baiano aos 42 do 2º tempo
CARTÕES AMARELOS Serrano- Josias, Minho, Uescley, Barbosa, Nal e Paulinho. Porto- Baiano, Airton, Wagner Rosa e Rodolfo.
PUBLICO 4110
RENDA R$ 19.345,00

SERRANO
Luciano, Júnior Moura, Josias, Edu Mattos e Minho(Barbosa). Marcondes, Nal, Gaspar(Didil) e Antonio Carlos(Alyson). Paulino e Uescley. Técnico: Erasmo Forte.
PORTO
Danilo, Baiano, Gonçalves, Stanlei e Airton. Cosme, Wagner Rosa(Rodolfo), Guego e Thiago Laranjeiras(Val). Marlos e Kiros(Neilson). Técnico: Adelmo Soares.

domingo, 11 de janeiro de 2009

FORA, O PORTO BATE O SERRANO E LARGA NA VICE-LIDERANÇA

Com a intenção de apagar a impressão ruim que deixou após o Campeonato Pernambucano de 2008, quando ficou em nono lugar, o Porto estreou contra o Serrano e não podia ter começado a competição de maneira melhor. Jogando fora de casa, o tricolor do Agreste aplicou um 3x0 sobre o Serrano, no Pereirão, em Serra Talhada, e larga na vice-liderança do Estadual. O Porto soma três pontos, assim como Sport, Ypiranga e Santa Cruz – só é superado pelo Leão, mas vence os outros rivais no saldo de gols.
Superior durante todos os 90 minutos da partida, o Porto perdeu muitas chances de gol antes de abrir o placar. O primeiro gol caruaruense foi marcado pelo lateral-esquerdo Airton, aos 30 do primeiro tempo. O placar virou dessa maneira e, no segundo tempo, a superioridade se repetiu.
Logo aos 2 minutos da segunda etapa, o time do Serrano levou mais um golpe. O atacante Marlos finalizou para o gol e ampliou o placar para o time de Caruaru, que a essa altura já começava a cadenciar a partida e jogar com inteligência. O terceiro e último gol só saiu no final da partida. O lateral-direito Baiano mandou para a rede aos 42 da segunda etapa e fechou o placar em 3x0.
A equipe do Porto agora se prepara no Lacerdão para receber o Santa Cruz, que venceu o Sete de Setembro. Já o Serrano sai para jogar contra o Náutico, nos Aflitos.
Um dos destaques (negativos) da partida foi a quantidade de cartões amarelos que o árbitro Patrício Souza distribuiu. Foram 10 no total, sendo seis para o Serrano e quatro para o Porto.
OUTROS JOGOS No jogo de abertura sábado, o Sport despachou o Vitória por 4x0 na Ilha do Retiro**** O Central perdeu para o Salgueiro por 2x1****O Santa Cruz venceu o Sete em Garanhuns por1x0****Em Santa Cruz do Capibaribe o Ypiranga fez 4x2 no Petrolina****A decepção da rodada ficou por conta do Náutico que empatou com a Cabense nos Aflitos em 2x2.

PORTO VENCE O PAULISTA PELA COPINHA

O Porto (PE) bateu o Paulista, por 3 a 1, pelo Grupo H da Copa São Paulo de Futebol Júnior, no Estádio Stravos Papadopoulos e conquistou a primeira vitória dentro da competição.
O primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio, as duas equipes levaram bastante perigo e Henrique abriu o marcador. Logo após o gol do time de Pernambuco, o Paulista diminui de falta com Daniel.
Já na segunda etapa, o Porto dominou e não deu muito espaço para a equipe de Jundiaí. Aos 10 minutos, os pernambucanos voltaram na frente do placar com um gol de Daniel e nos minutos finais Cesar garantiu a vitória pra o Porto.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

TORCEDORES TERÃO MAIS INGRESSOS

JORNAL DO COMMERCIO 08/01/2009
O Todos com a Nota sofrerá alterações para as principais competições de 2009. Conforme divulgou o assessor do programa, Gustavo Aguiar, no Campeonato Pernambucano a quantia reservada para os clássicos será de 15 mil bilhetes, permanecendo o mesmo número do ano passado. Para os jogos de Náutico, Sport e Santa Cruz contra os times intermediários, 12 mil ingressos serão colocados à disposição dos torcedores (em 2008 eram 10 mil).
Já a quantia reservada para os demais clubes do Estado também sofrerá mudanças. Em 2008, cada uma dessas equipes disponibilizava 2.500 tíquetes, agora, os torcedores desses times terão direito a 3.900. O Central é a única exceção. A Patativa contava com 3.500 ingressos a serem trocados, número que foi reajustado para 4.900.
A política do programa para o Brasileirão 2009 também foi alterada, à exceção dos times que vão jogar a Primeira Divisão. O Sport colocará, novamente, 15 mil ingressos nas partidas do nacional, assim como o Náutico, que continuará liberando 10 mil. Já o Salgueiro, que jogará a Série C, vai disponibilizar 5 mil ingressos aos torcedores. Se o Santa Cruz disputar a Série D, 40 mil ingressos vão ser liberados aos tricolores. Caso o Central consiga a vaga na competição, 8 mil tíquetes poderão ser trocados.
Para os demais clubes intermediários que se classificarem para a Quarta Divisão, o Todos com a Nota vai ocupar a capacidade máxima do estádio. Os ingressos do Pernambucano já podem ser trocados nesta semana. A troca pelos bilhetes do jogo Sport x Vitória, acontecerá amanhã, na Ilha do Retiro, das 12h às 17h, enquanto a do confronto Náutico x Cabense, ocorrerá sábado, nos Aflitos, das 8h às 12h.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

PORTO PERDE DE VIRADA PARA O JACAREÍ

Depois de uma boa estréia quando empatou em 0x0 com o Atlético-PR, o Porto não se deu bem e perdeu nessa quarta-feira para a equipe do Jacaréi por 3x1. O Gavião saiu na frente com Naldinho e o time da casa empatou ainda no primeiro tempo com Julio Feijão.
No segundo tempo, Charles e Júlio Feijão viraram para o clube Paulista.
Com esse resultado o Porto não tem mais chances de ir a segunda fase e se despede no proximo domingo da Copinha contra o Paulista.

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

ESTADUAL COMEÇA SÁBADO

Tá chegando a hora da largada do Pernambucano 2009, o torneio esse ano volta ao mesmo formato de dois turnos de 2007 (os vencedores de cada turno decide o titulo). Além do troféu de campeão as equipes do interior prometem muita briga por uma vaga na Série D junto com o Santa Cruz(vale lembrar que o Salgueiro não entra na briga pois já tem vaga garantida na Série C).
Outra diferença de 2007 é a quantidade de clubes:12 ao invés de 10. O primeiro jogo está marcado para Ilha do Retiro sábado as 15h30. Confira a primeira rodada completa:

1ºrodada
10/01/2009 15h30
SPORT X VITÓRIA ilha do retiro
11/01/2009 DOM 16h
NÁUTICO X CABENSE aflitos
SERRANO X PORTO nildo pereira
CENTRAL X SALGUEIRO lacerdão
YPIRANGA X PETROLINA otávio limeira
SETE DE SETEMBRO X SANTA CRUZ gigante do agreste

TRÊS CLUBES AINDA SEM EQUIPES REGULARIZADAS

Vitória, Serrano e Sete de Setembro ainda não possuem o número mínimo de sete jogadores regularizados na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para iniciar uma partida oficial. Desses, as situações mais preocupantes são as dos clubes de Vitória de Santo Antão e Serra Talhada.
A Acadêmica Vitória, que abre o Estadual, sábado, na Ilha do Retiro, contra o Sport, conta com apenas quatro jogadores regularizados e tem até a próxima quinta-feira (48 horas antes do confronto contra os rubro-negros) para registrar pelo menos mais três atletas. Já o Serrano é o único clube que ainda não possui um jogador sequer em condições de jogo pela CBF. O Sete de Setembro, que estreia domingo contra o Santa Cruz, em Garanhuns, possui apenas dois atletas registrados. Para os times que estreiam domingo, o prazo se encerra na sexta.
No entanto, essa situação não preocupa o vice-presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), José Joaquim Pinto de Azevedo. O dirigente garante que o risco de haver algum WO na rodada de abertura do Estadual é zero.
“Todas as documentações de jogadores que nos foram entregues já foram encaminhadas para a CBF. A partir daí, a regularização é automática. Bastando apenas a conferência do pagamento das taxas de inscrição dos atletas”, explicou José Joaquim.
Vale lembrar que o regulamento do Estadual deste ano exige que, para ficar apto a atuar, o atleta precisa ter seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Ontem, 26 jogadores tiveram o nome divulgado no BID em Pernambuco. Foram seis do Central e 20 do Salgueiro.
“A CBF volta de recesso na quarta-feira (amanhã), mas toda a sua parte de informática continuou funcionando. Por isso, os nomes foram registrados. Não somos obrigados a exigir que o atleta seja regularizado na CBF, mas optamos por isso para dar uma maior transparência ao campeonato”, explicou José Joaquim.
Dos demais clubes do interior, o mais tranquilo no quesito regularização é o Porto, com 49 atletas registrados. O Central conta com 21, o Salgueiro, com 24, o Ypiranga, com 18, o Petrolina com 10 e a Cabense com nove.
O Sport é o clube com mais atletas registrados na CBF, 111, seguido por Náutico com 43. Nesses números estão inclusos atletas amadores e do futebol feminino. O Santa Cruz conta com 15 regularizações até agora.

UM CAMPEONATO RICO EM HISTÓRIA

JORNAL DO COMMERCIO 06/01/2008
Números colocam o Pernambucano como um dos mais tradicionais estaduais do Brasil
A história do Campeonato Pernambucano começa a ganhar mais um capítulo no próximo sábado, quando Sport e o novato Acadêmica Vitória fazem, na Ilha do Retiro, o primeiro jogo da edição de número 95 de um dos estaduais mais antigos do Brasil. Desde que o Santa Cruz venceu a extinta Colligação Recifense por 1x0, na Campina do Derby, na partida inaugural do Pernambucano de 1915, 7.923 jogos já foram realizados. O Sport, maior papão de taças, com 37, é também o time que mais venceu desde então, com 1.293 triunfos, seguido pelo Santa Cruz, com 1.239, e pelo Náutico, com 1.192 vitórias.
Ao tricolor, que já levantou a taça de campeão 24 vezes, cabe a honra de ser o único clube a participar de todas as edições do Pernambucano. Sendo assim é a equipe que mais entrou em campo com 2.082 partidas disputadas. O Náutico, 21 vezes campeão e que ficou de fora apenas da edição de 1915, já participou de 2.063 jogos, enquanto o Sport, que não se fez presente na primeira edição e em 1978 por divergências com a Federação Pernambucana, já participou de 2.040 duelos.
Nas 94 edições anteriores do Pernambucano foram marcados 25.606 gols. Novamente o Sport lidera, sendo o time que mais balançou as redes adversárias, com 4.636 tentos. O Santa anotou 4.615 tentos e o Náutico, 4.502.
Porém é dos alvirrubros a maior goleada já registrada até agora. No dia 1º de julho de 1945 o único hexacampeão estadual enfiou 21x3 no Flamengo do Recife. Marca que é quase impossível de ser alcançada nos dias de hoje.
Outro fato que comprova o domínio do trio de ferro. Mesmo somando-se as pontuações no ranking histórico da competição – elaborado pelo pesquisador Carlos Celso Cordeiro -, dos nove participantes da atual do campeonato, não é possível superar os pontos acumulados individualmente por Sport, líder com 3.208, Santa Cruz com 3.083, e Náutico, com 2.966.
O Central aparece na 4ª colocação, com 1.296, o Porto é o 6º com 445, o Sete de Setembro o 14º com 210, o Ypiranga é o 16º com 199, o Serrano o 22º com 116, o Petrolina o 25º com 97, a Cabense o 27º com 77, e o Salgueiro surge na 36ª posição com 49 pontos. A estreante Acadêmica Vitória será o 64º clube a disputar o Campeonato Pernambucano.
Vale lembrar que a título de ranking, a Acadêmica Vitória não acumula a pontuação da desfiliada Desportiva Vitória, 8ª colocada com 395.

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

NOTA DO BLOG

Estou atravessando alguns problemas com meu provedor de internet por isso algumas matérias estão saindo atrasadas, espero resolver logo. Agradeço a todos que acompanham nosso blog e torcem pelo sucesso do Porto.
ALLYSON RODRIGUES
rodrigues_aaa@hotmail.com

ADELMO SOARES DIZ QUE AMISTOSOS FORAM PROVEITOSOS

JORNAL VANGUARDA 02/01/2008
O treinador do Porto, Adelmo Soares, afirmou que os quatro amistosos feitos até agora na pré-temporada foram bastante proveitosos. O tricolor caruaruense saiu vitorioso em todas as partidas, mas o técnico pediu maior atenção dos seus jogadores no último jogo-treino contra o Murici (AL), neste domingo (4), caso queiram estrear bem no Campeonato Pernambucano.
"A análise foi válida. Esses quatro jogos-treinos serviram para dar ritmo. Eu tirei algumas dúvidas. Tivemos um bom aproveitamento nos três primeiros, mas no último eu não gostei. O time voltou lento depois da folga e eles sabem disso. Temos que ser diferente, com muita força e equilíbrio nos três setores para que possamos estrear bem", analisou o técnico à Rádio Cultura.
Adelmo Soares negou ainda que o planejamento do Porto seja apenas lutar para permanecer na elite do futebol pernambucano. Ele disse que a equipe vem com uma estratégia diferente e traçou o principal objetivo nesta temporada: "O Porto vem com outro plano. Nossa direção está com outras atenções e nosso maior alvo é chegar à Série D", completou.

PORTO E YPIRANGA EMPATAM

JORNAL DO COMMERCIO 05/01/2008
Dois jogos, dois empates por 0x0. Foi assim que Porto e Ypiranga iniciaram ontem suas caminhadas na 40ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior contra Atlético-PR e Nacional-SP, respectivamente. Os dois jogos foram os únicos sem gols na rodada inicial da Copinha, que teve 28 partidas.
Pelo Grupo H, sediado no Estádio Stravos Papadopoulos, em Jacareí, o Gavião do Agreste conseguiu segurar a igualdade sem gols contra o Atlético-PR mesmo com um jogador a menos. O atacante Rogério foi expulso aos 20 minutos do segundo tempo. Enquanto as equipes estiveram em igualdade de atletas, o time de Caruaru chegou a pressionar o Furacão, semifinalista da Copinha em 2005. No outro jogo da chave, o Paulista venceu o Jacareí por 2x0.
Na próxima quarta-feira, às 13h (do Recife), o Porto joga contra Jacareí. Paulista e Atlético-PR fazem a outra partida, às 15h.
Já pelo Grupo V, no Estádio Nicolau Alayon, em São Paulo, o Ypiranga se redimiu da trágica estréia do ano passado, quando foi massacrado pelo Grêmio por 12x1, ao segurar o 0x0 contra o Nacional-SP, campeão da Copinha em 1972 e 1988 e uma das poucas equipes que disputaram todas as edições da competição. No outro jogo da chave, o América-MG venceu o Avaí por 2x1, de virada, e lidera.
Na quarta-feira, pela 2ª rodada, os mineiros enfrentam o Nacional, enquanto o Ypiranga tenta vencer o Avaí, às 15h (do Recife).
MÉDIA DE GOLS
Os dois empates em branco nos jogos envolvendo pernambucanos ajudou a diminuir a média de gols da primeira rodada da Copa São Paulo, que ficou em 2,82 por partida. A maior goleada da rodada inaugural ficou com o São Paulo, que enfiou 5x0 no Ceará. A equipe cearense volta a disputar a competição após 31 anos. Já Palmeiras, Campinas e Cruzeiro fizeram 5x1, sobre Cuiabá, Flamengo-PI e Rio Bananal-ES, respectivamente.
No entanto, o jogo com mais gols foi a vitória do Grêmio sobe a Portuguesa por 4x3, de virada.

PORTO E YPIRANGA SÃO PERNAMBUCO NA COPINHA

CARUARU - A esperança do futebol pernambucano na Copa São Paulo de Juniores está nos pés dos jogadores do Porto e do Ypiranga, que começam hoje na mais tradicional competição da categoria. O Gavião do Agreste enfrenta o Atlético-PR. Já a equipe de Santa Cruz do Capibaribe enfrenta o Nacional-SP.
As equipes se prepararam durante dois meses para a disputa e sonham com um título inédito para o futebol pernambucano. As duas serão pela segunda vez seguida as únicas representantes do Estado, já que Sport, Náutico e Santa Cruz vêm desistindo da disputa.
A experiência dos jogadores é um dos trunfos do Porto para tentar conquistar as primeiras colocações. Cerca de 80% dos atletas já participaram da Copa São Paulo de Juniores. E há ainda quem vai para sua terceira Copinha.
Um deles é o meia Henrique. "Vamos lutar para sermos campeões. A expectativa é mostrar um bom futebol, não só meu, mas de toda a equipe", destacou. Para o jogador, o fato de as equipes se conhecerem pouco vai trazer surpresas para os dois lados.
Esse otimismo também é fruto de um trabalho desenvolvido com a ajuda de duas psicólogas. "Elas fizeram várias dinâmicas com o objetivo de melhorar o ânimo dos atletas. A parte disciplinar e psicológica é um dos pontos positivos da equipe", revela o supervisor Donizete Silva.
O Porto está definido para hoje com Bahia; Aílton, Everton, Júnior e César; Naldinho, Euri, Rômulo e Henrique; Rogério e Daniel. Técnico: Elenílson Santos.
Os próximos adversários do Porto são o Jacareí-SP (quarta-feira) e Paulista (dia 11).
YPIRANGA
Já o Ypiranga disputa a Copa São Paulo pela segunda vez e apesar de enfrentar adversários difíceis também está confiante. "Sei que vamos pegar adversários fortes, como o Nacional, que já foi campeão da Copa, mas este ano estamos bem preparados e motivados por uma boa classificação", afirmou o técnico Rubem Monteiro.
Ele evitou falar em jogadores de destaque e preferiu enfatizar a união do grupo como uma das armas para enfrentar os adversários. A equipe de Santa Cruz do Capibaribe deve entrar em campo com Anderson; Rondineli, Darlan (ou Oséias), Aderlan e Bruno; Robson, Vinícius e Diego; Tiago, Alisson e Francisco.
Os outros jogos do Ypiranga são contra o Avaí (quarta) e América-MG (dia 11).
Ao todo, 64 times disputam a Copa São Paulo de Juniores, que acaba no dia 25, no dia do aniversário da capital paulista.