Seguidores

sábado, 11 de maio de 2013

PORTO VENCE E GARANTE PERMANÊNCIA NA SÉRIE A

Ameaçado de rebaixamento, o Porto foi até vitória de Santo Antão enfrentar o Chã Grande pela última rodada do Octogonal da Morte. A vitória por 2x1 rebaixou o Petrolina que junta-se ao Belo Jardim na disputa da Série A2 em 2014. Lalá e Joelson marcaram para o Gavião. Com o resultado, o Gavião encerra sua participação no Estadual deste ano na nona posição. Pior posição desde 2008.

O Porto entrou em campo disposto a não correr riscos durante toda partida. Laelson Lima entrou em campo cauteloso, promovendo apenas uma mudança em relação a equipe que enfrentou o Pesqueira na ultima rodada, Lalá na vaga de Jefferson Renan. Como o Chã Grande não forçava, o Gavião começou a gostar da partida levando perigo ao gol adversário

Aos 17, Lalá recebeu cruzamento da esquerda e pegou de primeira assustando a meta defendida por Dida. 

Aos 23, Tiago Laranjeira fez boa jogada individual e rolou para Lalá que abriu o placar para o Gavião.

O Chã Grande poderia ter empatado aos 29. Ailton derrubou Jaime dentro da área, pênalti que Sebastião Rufino Filho não marcou.

Aos 35, Lalá recebeu lançamento da defesa e da entrada da área chutou com perigo a esquerda do gol de Dida.

No intervalo, Laelson Lima entrou com Evandro na vaga de Rennan. O Porto voltou mais recuado e o Chã Grande quase empate numa bola parada aos sete minutos. Mizael cobrou falta no travessão, a bola voltou para o meio da área, mas Rodrigo afastou o perigo.

Aos 15, cobrança de escanteio para o Porto. Dida afastou para o meio da área, Cosme chutou e na sobra do goleiro Dida, Joelson soltou a bomba ampliando o placar. Foi o 16º gol do atacante na competição, um a menos que Elton do Náutico, artilheiro do campeonato.

Aos 22, Bob penetrou na área e foi derrubado por Geninho dentro da área. Pênalti que Cláudio cobrou, mas Rodrigo Carvalho defendeu.

Aos 30, Joelson lançou Jefinho que perdeu boa chance na cara do gol. O Porto deu um susto aos 40, Geninho perdeu a bola na entrada da área, Dário Kennedy cruzou para o meio e Cláudio empurrou para o fundo do gol diminuindo para o Chã Grande. O jogo ficou tenso, mas o Gavião soube segurar a bola no ataque e ainda criar uma boa chance aos 45 minutos. Joelson cobrou falta pela direita e a bola atingiu a trave de Dida.  

quarta-feira, 8 de maio de 2013

NO SUFOCO E DE VIRADA, PORTO VENCE O PESQUEIRA

Foi no sufoco e de virada, mas o Porto soube se superar em campo na noite desta terça-feira na vitória sobre o Pesqueira por 2x1. A partida foi válida pela abertura da sexta rodada do Octogonal do Rebaixamento. Com o resultado, o Gavião mantém a sexta posição, agora com sete pontos, cinco a mais que o Petrolina que enfrentará o Belo Jardim nesta quarta-feira.

Mal começou a partida e o Gavião quase abre o placar. Evandro cruzou da esquerda, Joelson dominou e chutou no meio do gol, Geday defendeu. Como as duas equipes adotaram uma postura cautelosa, os lances de perigos foram poucos na etapa inicial. O Pesqueira quase abre o placar aos 20 minutos. Ailton chutou da entrada da área, mas Rodrigo Carvalho fez a defesa. Quando tudo se encaminhava para um primeiro tempo sem gols, o Pesqueira acabou abrindo o placar aos 45 minutos. Após cobrança de escanteio, a defesa do Porto tentou cortar, a bola bateu em Stanley e foi morrer no fundo da rede de Rodrigo Carvalho. 1x0 Pesqueira.

Com apenas 45 minutos para reverter o placar, Laelson Lima tirou Jefferson Renan para entrada de Lalá. A partida ficou mais movimentada, com as duas equipes criando chances de gol. Aos 5 minutos, Nem arriscou da entrada da área, mas Rodrigo fez a defesa. O Porto respondeu aos 11, Jackson roubou a bola de Stanley, avançou em direção ao gol e mandou a bomba de pé direito, Geday mandou para escanteio.

Aos 13, Laelson promoveu mais uma mudança, Jefinho entrou na vaga de Ailton. O Porto passou a intensificar a pressão, mas em contrapartida abria espaço para o contra ataque do Pesqueira. Aos 17, Neto Bala recebeu na área, mas foi travado por Fabrício na hora do chute.

Aos 22, Joelson rolou para Lalá que da entrada da área mandou a bomba, Geday mandou para escanteio.

De tanto insistir o Porto chegou ao gol de empate aos 24 minutos. Joelson cruzou na área, a defesa do Pesqueira afastou errado e a bola acabou sobrando para Jefinho. O atacante teve tranquilidade para tocar no canto esquerdo de Geday. 1x1.

O Porto quase vira aos 29. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou com Cosme na pequena área, o volante chutou, mas Ailton em cima da linha tirou o gol. Aos 32, Jackson recebeu em posição legal, a defesa do Pesqueira parou para pedir impedimento de Jefinho. Jackson rolou para Joelson livre dentro da área, o atacante driblou Geday e decretou a virada do Porto.

Na última rodada do Octogonal, o Gavião enfrentará o Chã Grande  no estádio Carneirão, em Vitória de Santo Antão. O Central enfrenta o Pesqueira no Gigante do Agreste.

domingo, 5 de maio de 2013

PORTO EMPATA E SEGUE EM SEXTO


Em jogo realizado no estádio Luiz Lacerda, o Porto empatou com o Petrolina em 0x0 na noite deste sábado. Com o resultado, o Gavião continua na sexta posição do Octogonal do Rebaixamento, agora com seis pontos. Dois a mais que o Petrolina, que segue em sétimo. Na próxima rodada o Gavião vai encarar o Pesqueira dentro de casa, já o Petrolina enfrenta o Belo Jardim no Sesc Mendonção.

O Porto dominou quase toda etapa inicial, mas abusou de perder gols. Logo aos seis minutos, Thiago Laranjeira deu um ótimo passe para Jackson que serviu Joelson. O atacante se esticou todo, mas acabou errando a finalização. O Porto teve outro bom momento aos 16, Ailton cruzou da direita e Joelson livre cabeceou por cima. No minuto seguinte foi a vez de Jackson cruzar para Jefferson Renan mandar para o gol, Herbert defendeu.

O Porto chegava com facilidade, parecendo ser apenas questão de tempo para abrir o placar. Aos 20, Jefferson Renan puxou o contra ataque e encontrou Thiago Laranjeira livre dentro da área, o meia poderia ter chutado em gol, mas preferiu fazer o passe e acabou sendo desarmado pela defesa do Petrolina.

Aos 28, outra boa jogada do Gavião, Joelson recebeu na linha de fundo e cruzou na cabeça de Jefferson Renan que mandou por cima do gol.

O Petrolina chegava pouco e quando subia para o ataque, usava a velocidade do atacante Cleitinho. Aos 34, o atacante foi acionado pela direita e cruzou rasteiro para o meio da área, a defesa não conseguiu fazer o corte e a bola sobrou para Alan na marca do pênalti, chutar fraco a direta de Rodrigo Carvalho.

Aos 43, Joelson tabelou com Thiago e foi travado na hora de concluir. A bola sobrou com Ailton que chutou para defesa de Herbert, na sobra Jair cabeceou para trás e Bilica tirou em cima da linha.

O Porto voltou para o segundo tempo tomando um susto. Logo no primeiro minuto, Bilica cruzou e Cleitinho mandou de bicicleta, Rodrigo Carvalho salvou o Gavião. Preso na marcação do adversário, o Porto não conseguiu criar nenhuma jogada ofensiva. O Petrolina por outro lado, levava perigo quando subia para o ataque, principalmente com Cleitinho, que infernizava a vida da dupla de defesa do Gavião. Aos 23, Cleitinho invadiu a área do Porto, mas chutou em cima de Rodrigo Carvalho. Aos 27, foi a vez de Toninho arriscar de fora da área, Rodrigo deu um susto na torcida, defendendo em dois tempos.

Com o time acuado, Laelson promoveu as entrada de Tiago Orobó e Jefinho, nos lugares de Renan e Jefferson Renan. O time então passou a dominar o adversário, mas acabou esbarrando na falta de pontaria do ataque.

Aos 35, Vagner Rosa chutou cruzado, o goleiro afastou para o meio da área e Thiago Laranjeira, da entrada da pequena área, mandou por cima do gol. Aos 38, foi a vez de Jefinho arriscar de fora da área, 
Herbert mandou para escanteio. Na cobrança,  Fabrício na pequena área perdeu um gol incrível. O 
Petrolina ainda chegou aos 39, Cleitinho arriscou da entrada da área e no rebote de Rodrigo Carvalho, quase que o Petrolina abre o placar.  

No final, o placar acabou sendo bom para o Porto devido as circunstancias da partida. 

sábado, 4 de maio de 2013

PORTO LUTA PARA FUGIR DA DEGOLA


O Porto entra em campo neste sábado no estádio Luiz Lacerda precisando da vitória para afastar de vez o fantasma do rebaixamento. A partida contra o Petrolina começa às 20h30 e uma nova derrota colocará o Porto na dependência de outros resultados para fugir da degola.

Para este confronto, Laelson Lima contará com força máxima, com exceção dos três atletas que foram dispensados nesta sexta-feira. Os laterais Juninho e Ademar, e o meia Anderson Pirata.

Provável time do Porto: Rodrigo Carvalho, Ailton, Wallace, Luiz Alberto e Jackson. Cosme, Vagner Rosa, Rennan e Thiago Laranjeira. Joelson e Jefferson Renan.

RAIO X DISPENSADOS
ADEMAR: Aos 33 anos, o lateral chegou para dá mais experiência à defesa do Gavião. O lateral logo se firmou no time titular ,na vaga de Jackson, mesmo não jogando bem. Após duas péssimas partidas, contra Salgueiro e Central, Ademar deixa o Porto tento atuado em oito jogos.
JUNINHO: Chegou com aval de Luiz Muller, mas não agradou nas partidas que entrou. Estreou contra o Belo Jardim no segundo turno e fez sete jogos com a camisa do Porto.
ANDERSON PIRATA: Estreou no segundo turno contra o Sport na Ilha do Retiro. O estranho da dispensa é que Pirata vinha atuando bem quando entrava em campo. Fez oito jogos com a camisa do Porto, sendo apenas dois como titular.

quarta-feira, 1 de maio de 2013

TERCEIRA DERROTA SEGUIDA E CADA VEZ MAIS PERTO DO REBAIXAMENTO

O Porto perdeu para o Serra Talhada por 2x0 na tarde desta quarta-feira no estádio Nildo Pereira, em Serra Talhada. Foi a terceira derrota seguida do Gavião no Octogonal do Rebaixamento do PE2013. Com a nova derrota, o Porto segue com três pontos na sexta posição. O Gavião só não entrou na zona de rebaixamento, pois o Belo Jardim e Petrolina tropeçaram na rodada.

O Serra Talhada abriu o placar com Walisson no inicio da partida. Com o placar adverso, a situação piorou com a expulsão de Evandro aos 46 minutos. Com um homem a menos, o Porto não conseguiu chegar ao gol de empate e acabou sofrendo mais um no final da partida. Kassio arriscou de fora da área e deu números finais ao jogo com 42 minutos.

Na próxima rodada, Porto terá pela frente um candidato na luta contra o rebaixamento, o adversário será o Petrolina no estádio Luiz Lacerda, no próximo sábado. Já o Serra Talhada enfrentará o Central em Caruaru.