Seguidores

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

FICHA DO JOGO

PORTO 1X2 YPIRANGA
DATA 15/02/2009
LOCAL Luís Lacerda(Caruaru)
ÁRBITRO Claudio Mercante
ASSISTENTES Albert Junior e Roberto José
GOLS: Fagner, Guego(penalti) e Assis.
CARTÕES AMARELOS Porto: Airton, Wagner Rosa e Caio. Ypiranga: Mauricio, Lima, Júlio Cesar, Junior Xuxa e Fagner.
RENDA 18.875,00
PUBLICO 3.920
PORTO
Danilo, Val, Gonçalves, Stanley e Airton(Baiano). Romulo, Wagner Rosa(Kiros), Guego e Thiago Laranjeira. Marlos(Caio) e Rogério. Técnico: Adelmo Soares.
YPIRANGA
geday, Bruno Paraíba, Maricio, Lima e Joãozinho. Pio, Júlio Cesar(Tiago), Jair(João Paulo) e Fagner(Ila). Junior Xuxa e Assis. Técnico: Marcelus Almeida.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

PEU SANTOS ASSUME O PORTO

O Tecnico Adelmo Soares foi dispensado nessa quinta-feira pela direção do Porto. apõs um bom começo de ano a equipe caiu de rendimento e terminou o primeiro turno acumulando 5 derrotas.
Em 11 jogos oficiais Adelmo conquistou: 5 vitórias, 1 empate e perdeu 5 vezes.
Durante a tarde o presidente José Porfirio anunciou Peu Santos como novo treinador do Gavião, Peu tem boas passagens como treinador no futebol pernambucano, em 2003 ele conseguiu um terceiro lugar com o modesto Itacuruba e em 2007 foi quarto com o Vera Cruz.

domingo, 15 de fevereiro de 2009

3 DERROTAS SEGUIDAS!!!

Em mais um jogo decepcionante o Porto perde dentro de casa para o Ypiranga e termina o turno em quarto, essa foi a terceira derrota seguida da equipe e a quinta na competição. O Porto volta a jogar dia 1 de Março contra o Serrano aqui em Caruaru.
Jogando o mesmo futebol apatico, o Porto tinha o dominio do jogo, mas não tinha criatividade para executar jogadas que oferecessem perigo ao gol do Ypiranga. E como sempre vem acontecendo nos jogos em Caruaru acabou tomando o gol num contra-ataque. Depois do gol o Gavião tentou acordar, sempre com Val pela direita que em duas oportunidades chutou forte para a defesa do goleiro Geday do Ypiranga.
O segundo tempo parecia que o Porto vinha determinado a mudar a história do jogo, logo aos 3 minutos Rogério foi derrubado dentro da area, penalti que Guego converteu. Não demorou muito para o time de Santa Cruz empatar, Assis aos 6 minutos recebeu dentro da area virou em cima de Stanley que fez 2x1 para o Ypiranga.
O técnico Adelmo Soares voltou a insistir com Kiros que entrou no segundo tempo e mais uma vez não agradou.
Com esse resultado o Porto acumulou quatro derrotas seguidas para o Ypiranga em jogos validos pelo campeonato Pernambucano e pelo futebol que vem apresentando a tão sonhada vaga para Série D vai ficar cada vez mais distante.

sábado, 14 de fevereiro de 2009

FICHA DO JOGO

NAUTICO 1X0 PORTO
LOCAL Aflitos(Recife)
DATA 11/02/2009
ÁRBITRO Emerson Sobral
ASSISTENTES Luciano Cruz e Elan Viera
GOL Gilmar(penalti)
CARTÕES AMARELOS Nautico: Nunes, Vagner, Jhonny,Carlinhos Bala e Gladstone. Porto: Rodolfo, Wagner Rosa, Rogério e Guego.
PUBLICO 7.299
RENDA R$ 43.268,00
NAUTICO
Eduardo, Carlinhos, Vagner, Gladstone e Edson Miolo. Nunes(Gallardo), Jhonny e David. Carlinhos Bala, Gilmar e Kuki(Dinda). Técnico: Roberto Fernandes.
PORTO
Danilo, Val, Gonçalves, Stanley e Oziel(Marlos). Romulo, Wagner Rosa, Rodolfo(Neilson) e Guego. Thiago Laranjeira e Rogério(Caio). Técnico: Adelmo Soares.

FICHA DO JOGO

CABENSE 2X1 PORTO
LOCAL Glieno de Carli(Cabo de Santo Agostinho)
DATA 08/02/2009
ÁRBITRO Gleydson Leite
ASSISTENTES Luís Fernando Coelho e Eduardo Alcantara
GOLS: Alexandre(C), Contra(P) e Novito(C)
CARTÕES AMARELOS: Cabense- Evanilson e Ailton. Porto- Airton e Thiago Laranjeira.
EXPULSÃO Evanilson
PUBLICO 1.340
RENDA R$ 5.880,00
CABENSE
Ibson, Cleber Pereira, Marcio Silva, Alexandre e Ailton. Fabinho(Neto), Coringa, Filipe(Marcio Machado) e Evanilson. Fabinho Recife(Novito) e Eduardo. Técnico: Rogério Zimermann
PORTO
Danilo, Val(Neilson), Gonçalves, Stanley e Airton(Kiros). Romulo, Wagner Rosa, Rodolfo e Guego. Thiago Laranjeira e Rogério(Marlos). Técnico: Adelmo Soares.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

PORTO PERDE DE NOVO

Com um gol de pênalti logo aos 2 minutos de jogo, cobrado pelo atacante Gilmar, o Porto perdeu por 1x0 para o Nautico nos Aflitos. O resultado mantém o Timbu na 3ª colocação do primeiro turno do Campeonato Pernambucano, vencido ontem pelo Sport, adversário alvirrubro no Clássico dos Clássicos do sábado, na Ilha do Retiro. Já o Gavião permanece em 4º, com 16, mas agora divide a posição com a Cabense, levando a melhor no saldo de gols (9x3).
Querendo apagar a imagem que havia ficado do jogo contra o Petrolina, o Náutico mostrou atitude logo no início, indo para cima do Porto. E em menos de 1 minuto, conseguiu um pênalti, com Johnny, que foi derrubado na área por Rodolfo, após tabela com Carlinhos Bala. Gilmar cobrou no canto direito do goleiro, abrindo o placar.
A blitz alvirrubra continuou aos 7, com Johnny chutando de longe, com perigo, após rebote da zaga. Aos poucos, o ímpeto foi diminuindo e o time só voltou a assustar aos 18. Gilmar trocou passes com David e entrou na área com condições de fazer o gol, mas rolou para Kuki, que perdeu a chance embaixo da barra, chutando por cima.
Com o passar do tempo, o Timbu voltou a errar passes, tentando ligação direta com o ataque na base de chutões, irritando a torcida. Por outro lado, o Gavião começava a chegar com perigo, principalmente em contra-ataques, mas sem oportunidades claras.
Aos 39, Gladstone empurrou o atacante Rogério na área e o árbitro Émerson Sobral marcou pênalti. No entanto, o assistente Luciano Cruz, que estava sendo muito pressionado pela torcida por conta de outros lances, disse ao juiz que o jogador tinha se jogado e Sobral inverteu a marcação, dando cartão amarelo ao jogador caruaruense por simulação.
Tentando melhorar a saída de bola, o treinador Roberto Fernandes colocou Galiardo na vaga de Nunes na volta para o segundo tempo. A mudança não surtiu o efeito esperado e o time continuou cedendo espaços e tendo dificuldades na ligação com o ataque.
O Porto assustava pouco. Aos 24, Vágner Rosa chutou de longe, para defesa de Eduardo. O troco alvirrubro veio aos 35, quando Dinda – que havia entrado no lugar de um apagado Kuki – desceu pela esquerda, puxou para o meio e bateu no travessão.
Nos acréscimos em falta cobrada por Guego, aos 47, Eduardo garantiu o resultado. Na torcida, um misto de aplausos aliviados pela vitória e vaias, pelo futebol apresentado.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

PORTO PERDE E AGORA É 4º

Cabense e Porto fizeram uma partida bastante disputada na tarde de ontem, no estádio Gileno de Carli, no Cabo de Santo Agostinho. Depois de um primeiro tempo bastante nivelado, a equipe de Caruaru apresentou um melhor futebol durante a segunda etapa, mas acabou sendo punida pela enorme quantidade de gols perdidos e foi derrotado por 2x1 para o time da casa.
A derrota fez com que o time do Porto desse adeus de vez ao distante sonho do título. Com 16 pontos e na 4ª colocação, já que foi ultrapassado pelo Náutico, a equipe caruaruense agora está distante nove pontos do líder Sport e restam apenas seis a serem disputados no torneio. A Cabense passou o Salgueiro e agora assume a 6ª colocação.
O JOGO
A primeira etapa foi marcada pelo equilíbrio entre as duas equipes, que abusaram dos gols perdidos, mas curiosamente foi nela que saíram dois dos três gols da partida.
A equipe do Cabo de Santo Agostinho abriu o placar aos 37 minutos do primeiro tempo com o zagueiro Alexandre, mas a vitória parcial durou pouco. O volante Evanílson marcou contra, aos 45 da primeira etapa e empatou a partida. As equipes foram para o segundo tempo em igualdade e voltaram para escrever uma história completamente diferente.
O Porto voltou muito superior e mais uma vez abusou de perder gols. O volante Vágner Rosa e o meia Guego colocaram uma bola na trave cada e tiveram muito perto de virar a partida para o tricolor caruaruense.
A única chance da Cabense durante toda a segunda etapa só aconteceu aos 35 minutos e ao contrário do que fazia o Porto, a bola foi parar no fundo das redes. Depois de um erro na saída de bola, Novito ganhou a disputa e entrou sozinho para tocar na saída do goleiro Danilo.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

FICHA DO JOGO

PORTO 1X0 SETE DE SETEMBRO
LOCAL Luis Lacerda(Caruaru)
DATA 04/02/2009
ÁRBITRO Patricio Souza
ASSISTENTES Paulo Sergio Steffanello e José Bonifacio Neto
GOL Val
CARTÕES AMARELOS: Porto-Val e Wagner Rosa. Sete-Ney Carioca, Zaqueu, Josa, Nego Pai e Poli.
PUBLICO 3,015
RENDA R$ 14.475,00

PORTO
Danilo, Val, Gonçalves, Romero e Airton. Cosme(Romulo), Wagner Rosa, Rodolfo e Guego(Neilson). Thiago Laranjeiras e Rogério(Paulista). Técnico: Adelmo Soares.
SETE
Mondragon, Paulinho, Douglas, Ney Carioca e Josa. Zaqueu, Jailton(Jefferson), Vinicius(Poli) e Marcelo Capanema. Nego Pai e João Paulo(Marcelo Paraiba). Técnico: Lourival Silva.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

PORTO VOLTA A VENCER E SE MANTÉM VIVO

Gavião faz seu dever de casa e ganha do Sete de Setembro, por 1x0, após três partidas sem triunfar. Tricolor segue em terceiro, agora com 16 pontos, e ainda sonha com título do turno
Após três rodadas, o Porto voltou a vencer no Campeonato Pernambucano. Jogando no Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru, o Gavião do Agreste derrotou o Sete de Setembro por 1x0, gol marcado pelo lateral-direito Val, o destaque da partida.
Com o resultado, o tricolor caruaruense se firma na terceira colocação, com os mesmos 16 pontos do Náutico, o 4º colocado. Porém leva vantagem por ter uma vitória a mais (5x4).
Já o Sete de Setembro, que vinha de três jogos invictos (dois empates e uma vitória) segue ameaçado de rebaixamento. Na décima colocação, possui apenas seis pontos, um a mais do que a Acadêmica Vitória, equipe que abre a zona de queda.
No próximo domingo, pela nona rodada, o Porto encara a Cabense, no Gileno de Carli. Já o Sete joga no Gigante do Agreste contra o Salgueiro.
O JOGO
O Porto começou a fazer as pazes com a vitória aos 14 minutos do primeiro tempo. Em boa jogada pela esquerda, o atacante Guego lançou Airton, que cruzou para a área. Como elemento surpresa, o lateral-direito Val apareceu e empurrou para o gol vazio.
A vantagem no marcador fez jus ao melhor futebol apresentado pelo Gavião. Durante todo o encontro, o time de Caruaru teve as melhores chances – só Val desperdiçou outras duas boas chances.
Pelo lado do Sete de Setembro, a melhor oportunidade veio aos 28 minutos do segundo tempo, quando Marcelo Paraíba entrou sozinho na área, mas, apesar de cara a cara com o goleiro Danilo, não conseguiu concluir.
O lado curioso da partida foi a renda divulgada. Apenas R$ 75. Por outro lado, o público foi de exatos 3.500 pessoas. Vale lembrar que cada time intermediário tem direito a 3.900 ingressos do programa governamental Todos com a Nota.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

FICHA DO JOGO

PORTO 0X1 VITÓRIA
LOCAL Luís Lacerda(Caruaru)
HORARIO 16h
ÁRBITRO Nielson Nogueira
ASSISTENTES Elan Viera e Charles Rosa
GOL Marquinho
CARTÕES AMARELOS Porto- Romulo. Vitória-Marquinho, Felipe e Marcio
EXPULSÃO Stanley
PUBLICO 3.220
RENDA R$ 15.480,00
PORTO
Danilo, Baiano(Anderson), Gonçalves, Stanley e Oziel. Rodolfo, Romulo, Guego e Thiago Laranjeira(Daniel). Marlos e Kiros(Rogério). Técnico: Adelmo Soares.
VITÓRIA
Fernando, Adriano, Cleiton, Marcão e Sandro Miguel. Marcio, Marcos Paulo, Marquinho, Dinda(Felipe). Eduardinho(Antonio Carlos) e Lima(Nininho). Técnico: Peu Santos.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

GAVIÃO FAZ A FESTA NO AGRESTE

GERALDO (AO CENTRO) FAZ A FESTA NO JOGOS DO PORTO

JORNAL DO COMMERCIO 01/02/2009
Líder das primeiras rodadas do Campeonato Pernambucano, se o Porto não é a sensação de Caruaru, onde ainda predomina a torcida do Central, ao menos faz alegria da seus fiéis admiradores, especialmente de um ilustre torcedor, Geraldo Goberto. Ele não frequenta apenas o estádio, mas arrasta quantos torcedores forem possíveis para empurrar o Porto para cima dos adversários. Só este ano ele já distribuiu mais de 480 camisas do time caruaruense. Além de torcedor símbolo, Geraldo, 46, ainda se autodenomina historiador do clube e foi responsável pela criação da carteirinha de sócio-torcedor, que já conta com 2.860 associados. Com ela, associados pagam metade do preço dos ingressos.
Apesar da animação do início do campeonato, Geraldo é realista quanto às expectativas do Porto na competição e não falou em título. “A filosofia do Porto é revelar jogadores e permanecer na primeira divisão. Agora o objetivo é alcançar a classificação para a série D do Campeonato Brasileiro”, afirmou o torcedor. Enquanto o time faz bonito em campo, o seu torcedor símbolo e fundador da Torcida Pé de Serra do Gavião, vai incentivando novos caruaruenses a torcerem pelo o clube. “Não somos torcedores, somos admiradores. Nossa torcida não tem nada de confusão, vamos ao estádio para fazer alegria”, comentou Geraldo. Além de levar os torcedores para o estádio, ele ainda se dá ao trabalho de providenciar o lanche no intervalo dos jogos. Distribui mil pacotes de pipocas e mil pastilhas para a torcida. O custo do lanche do intervalo sai do bolso do torcedor símbolo e de alguns patrocinadores. Como ele é praticamente uma torcida organizada ambulante, tem até site com sua trajetória de torcedor e diversas fotos com personagens ilustres do futebol brasileiro e do mundo artístico. Entre as celebridades que já vestiram a camisa do Porto, ao menos para as fotos de Geraldo, estão Josué, Araújo, Nildo, Biro Biro, o ex-corredor Robson Caetano, além dos cantores Reginaldo Rossi e Netinho.
CRAQUES
Geraldo faz a festa na arquibancada, mas dentro de campo quem está fazendo a festa da torcida é o meia Guego. Aos 22 anos, o jogador, que é caruaruense e está no clube desde 2003, já briga pela artilharia do Campeonato Pernambucano. Apesar de ser da cidade, ele revela que não torcia para nenhum clube da região. “Eu sempre gostei do Porto, mas nunca fui de ir a campo, até começar a jogar no time”, comentou o atleta. Apesar disso, Guego reconhece que a campanha do clube pode trazer um maior número de torcedores, principalmente entre os mais jovens. “Essa campanha incentiva os meninos da cidade a gostarem do Porto. Se não ganharmos jogos, não tem como trazer torcedor.”
Ter um prata da casa como estrela do time não é novidade para o tricolor do Agreste. O time que já revelou Josué, ex-São Paulo e Goiás, hoje no Wolfsburg da Alemanha, e Araújo, que já jogou no Cruzeiro, Goiás, Shimizu S-Pulse e Gamba Osaka (ambos do Japão) e está no Al-Gharafa, do Catar. Até o treinador Adelmo Soares, que já comandou diversos times do interior, antes de trabalhar com os profissionais, dirigiu por seis meses as categorias de base do Clube. “É uma experiência muito boa trabalhar com jogadores jovens. Eles são mais focados e estão mais dispostos a aprender. No mundo da bola tem muita gente, quem pisca o olho acaba ficando para trás”, destacou Adelmo Soares.
Esse ano, o Porto ampliou as instalações do Ninho do Gavião, um Centro de Treinamento com uma estrutura invejável para apoiar o time profissional e desenvolver ainda mais os jogadores jovens. No CT, o Porto investe em torno de R$ 25 mil por mês, para manutenção administrativa.
» Serviço: Site oficial da torcida www.torcidapedeserradogaviao.com

PORTO PERDE EM CASA DO EX-LANTERNA

Mesmo jogando em casa, o Porto perdeu por 1x0 para o Vitória, que estava na lanterna da competição, ontem no Luiz Lacerda. Com o resultado, o time de Caruaru segue em terceiro, com 13. Já o time de Vitória subiu para a vice-lanterna, com 5.
O Gavião do Agreste nem parecia aquele time que empolgou no início da competição, quando chegou a golear o Santa Cruz. Sem empolgação, a equipe poderia ter perdido por um placar mais elástico, já que o Vitória apresentou um futebol mais organizado, sobretudo, na etapa final.
No primeiro tempo, as equipes apresentaram um futebol sem muita criatividade e com poucas boas jogadas. Bom para o tricolor das Tabocas que fez o único gol da partida, aos 17 minutos. Depois de um cruzamento da direita, Marquinhos aproveitou a bobeira da defesa e colocou a bola para dentro da rede.
A segunda etapa foi mais movimentada, com as equipes criando boas oportunidades de gol, mas sem conseguir a finalização. Logo aos cinco, Marquinhos perdeu um gol feito para o Vitória.
O Porto ficou com um jogador a menos aos 11 minutos, quando Stanley fez falta dura em Eduardinho e recebeu o cartão vermelho. Com um jogador a mais, o Vitória foi para cima, mas sem conseguir ampliar.
O Porto ainda tentou uma reação no fim do jogo, fazendo pressão em cima dos visitantes, mas sem sucesso.

domingo, 1 de fevereiro de 2009

QUE VERGONHA!!

O Porto perdeu uma grande de voltar a vice liderança do pernambucano ao ser derrotado pelo Vitória, lanterna da competição por 1x0, em jogo realizado no José Luis Lacerda. Jogando um futebol mediocre o Gavião não apresentou a mesma desenvoltura das primeiras rodadas e acumula agora 3 jogos sem vencer e sem marcar gols. O destaque negativo ficou por conta do atacante Kiros que mais uma vez não jogou bem e foi substituido no intervalo do jogo e da ineficiencia de Oziel e Romulo que não substituiram a altura os suspensos Airton e Wagner Rosa.
O Gavião volta a campo quarta-feira contra o Sete de Setembro no José Luís Lacerda em Caruaru.