Seguidores

domingo, 20 de dezembro de 2009

GRAMADO DO LACERDÃO PREOCUPA


Faltando pouco menos de um mês para estréia de Porto e Central, a situação do gramado do Lacerdão preucupa a direção das duas equipes. O Jornal do Commercio visitou os estádios do interior e fez uma analise da situação dos gramados. Confira a matéria na íntegra:
Aos poucos, os estádios de Pernambuco que serão palco dos jogos do Campeonato Estadual estão se estruturando para a rodada de estreia, marcada para 13 de janeiro de 2010. A reportagem do Jornal do Commercio visitou os estádios da Região Metropolitana do Recife e do interior do Estado para verificar como estão as arenas esportivas.
O que requer mais cuidados é o Luiz Lacerda, em Caruaru, no Agreste, que sediará jogos do Central e do Porto. A grama praticamente não existe. Os problemas começaram a ser corrigidos após a eleição do oposicionista João Batista Tavares, empresário do ramo têxtil, na última terça-feira. “Logo após ser eleito, ele começou a trabalhar para colocar tudo em ordem. Vinte e cinco homens estão trabalhando dia e noite para deixar o campo com o mínimo de condições de sediar os jogos das duas equipes”, explicou José Joaquim Pinto de Azevedo, diretor técnico da Federação Pernambucana de Futebol (FPF).
Por sediar jogos de Central e Porto, o Luiz Lacerda será sobrecarregado. No primeiro turno, apenas na sétima e na 11ª rodada, o estádio não sediará partidas porque as duas equipes jogarão fora de Caruaru. “Voltarei para ver como andam as obras dia 29 de dezembro. Se houver melhora, o campo será liberado. Caso contrário, as partidas de Central e Porto acontecerão em Belo Jardim”, completou José Joaquim.
O estádio Otávio Limeira Alves, casa do Ypiranga, em Santa Cruz do Capibaribe, deve apresentar um nível melhor em 2010. Por conta de um evento de motocross que aconteceu em agosto, o piso recebeu 100 caminhões de areia, o que causou a elevação do terreno em cerca de 20 centímetros. Após a corrida, a grama do estádio foi trocada. A Máquina de Costura vem fazendo os trabalhos com bola em Taquaritinga do Norte e em Brejo da Madre de Deus, a fim de preservar o gramado de seu estádio.
A exemplo do Ypiranga, o Sete de Setembro também está preservando o gramado do Gigante do Agreste e os treinamentos estão acontecendo no quase abandonado Gerson Emery, da rival AGA. Um dos pisos mais duros do interior, o campo do Sete, visto de longe, parece mais cuidado, mas de perto ainda tem muitos pontos irregulares. O clube está se esforçando para melhorar a situação, contratando, inclusive, os serviços de um agrônomo.
Sede dos jogos do Vitória e do Vera Cruz, o Carneirão também passa por reformas, que vão desde uma nova pintura nas dependências do estádio até a colocação de cerâmica nos banheiros. Mas o gramado continua sendo a pior dor de cabeça. Deve, entretanto, estar em ordem para a rodada inaugural, dia 13 de janeiro.
Para receber os jogos da Cabense no Estadual de 2010, o estádio Gileno de Carli, no Cabo de Santo Agostinho, Grande Recife, passou por melhorias no gramado e na infraestrutura. O muro foi aumentado e as entradas das torcidas foram alargadas para diminuir o risco de confusão em situações de emergência.
O Chapadão do Araripe, onde o debutante Araripina mandará seus jogos, é detentor de um dos melhores gramados de Pernambuco. O detalhe é que o estádio ainda não possui iluminação – durante a 2ª Divisão do Pernambucano, o clube não jogou à noite. As seis torres de iluminação chegaram na última quarta-feira, 16 de dezembro. Tudo deve estar instalado até 30 de dezembro.
No estádio Cornélio de Barros, casa do Salgueiro, o gramado melhorou, mas está longe do ideal. Na tarde da última segunda-feira, 14 de dezembro, por exemplo, uma chuva forte de 20 minutos deixou o campo bastante encharcado, com lamas em determinados pontos.
Vale lembrar que, em 2008, uma chuva torrencial suspendeu a partida entre Salgueiro e Náutico, complementada posteriormente e vencida pelo time sertanejo por 1x0. “O campo melhorou, mas não tem drenagem. Temos que torcer para não chover”, finalizou José Joaquim.

Nenhum comentário: