Seguidores

domingo, 5 de maio de 2013

PORTO EMPATA E SEGUE EM SEXTO


Em jogo realizado no estádio Luiz Lacerda, o Porto empatou com o Petrolina em 0x0 na noite deste sábado. Com o resultado, o Gavião continua na sexta posição do Octogonal do Rebaixamento, agora com seis pontos. Dois a mais que o Petrolina, que segue em sétimo. Na próxima rodada o Gavião vai encarar o Pesqueira dentro de casa, já o Petrolina enfrenta o Belo Jardim no Sesc Mendonção.

O Porto dominou quase toda etapa inicial, mas abusou de perder gols. Logo aos seis minutos, Thiago Laranjeira deu um ótimo passe para Jackson que serviu Joelson. O atacante se esticou todo, mas acabou errando a finalização. O Porto teve outro bom momento aos 16, Ailton cruzou da direita e Joelson livre cabeceou por cima. No minuto seguinte foi a vez de Jackson cruzar para Jefferson Renan mandar para o gol, Herbert defendeu.

O Porto chegava com facilidade, parecendo ser apenas questão de tempo para abrir o placar. Aos 20, Jefferson Renan puxou o contra ataque e encontrou Thiago Laranjeira livre dentro da área, o meia poderia ter chutado em gol, mas preferiu fazer o passe e acabou sendo desarmado pela defesa do Petrolina.

Aos 28, outra boa jogada do Gavião, Joelson recebeu na linha de fundo e cruzou na cabeça de Jefferson Renan que mandou por cima do gol.

O Petrolina chegava pouco e quando subia para o ataque, usava a velocidade do atacante Cleitinho. Aos 34, o atacante foi acionado pela direita e cruzou rasteiro para o meio da área, a defesa não conseguiu fazer o corte e a bola sobrou para Alan na marca do pênalti, chutar fraco a direta de Rodrigo Carvalho.

Aos 43, Joelson tabelou com Thiago e foi travado na hora de concluir. A bola sobrou com Ailton que chutou para defesa de Herbert, na sobra Jair cabeceou para trás e Bilica tirou em cima da linha.

O Porto voltou para o segundo tempo tomando um susto. Logo no primeiro minuto, Bilica cruzou e Cleitinho mandou de bicicleta, Rodrigo Carvalho salvou o Gavião. Preso na marcação do adversário, o Porto não conseguiu criar nenhuma jogada ofensiva. O Petrolina por outro lado, levava perigo quando subia para o ataque, principalmente com Cleitinho, que infernizava a vida da dupla de defesa do Gavião. Aos 23, Cleitinho invadiu a área do Porto, mas chutou em cima de Rodrigo Carvalho. Aos 27, foi a vez de Toninho arriscar de fora da área, Rodrigo deu um susto na torcida, defendendo em dois tempos.

Com o time acuado, Laelson promoveu as entrada de Tiago Orobó e Jefinho, nos lugares de Renan e Jefferson Renan. O time então passou a dominar o adversário, mas acabou esbarrando na falta de pontaria do ataque.

Aos 35, Vagner Rosa chutou cruzado, o goleiro afastou para o meio da área e Thiago Laranjeira, da entrada da pequena área, mandou por cima do gol. Aos 38, foi a vez de Jefinho arriscar de fora da área, 
Herbert mandou para escanteio. Na cobrança,  Fabrício na pequena área perdeu um gol incrível. O 
Petrolina ainda chegou aos 39, Cleitinho arriscou da entrada da área e no rebote de Rodrigo Carvalho, quase que o Petrolina abre o placar.  

No final, o placar acabou sendo bom para o Porto devido as circunstancias da partida. 

Nenhum comentário: