Seguidores

sábado, 20 de fevereiro de 2010

SÃO ROMERO GARANTE O EMPATE

Valendo pela 11ª rodada do Campeonato Pernambucano, o Porto empatou com o Ypiranga em 0x0, jogando com um homem a menos desde os 18 minutos do primeiro tempo, o Gavião soube segurar a pressão do visitante numa grande atuação do goleiro Romero que defendeu dois pênaltis.
Desde os primeiros minutos, o jogo seria difícil para o Porto. Logo aos 2 minutos de jogo, Rodolfo Aguiar cometeu um pênalti infantil em cima de Fagner. Bruno cobrou Romero defendeu.
O Porto chegou com perigo aos 5 minutos, num chute perigoso de Fabian. A partir daí, só deu Ypiaranga. Aos 15 Edu Chiquita entrou livre e chutou por cima do gol de Romero. Aos 18,Rodolfo Potiguar meteu a mão na bola depois de uma cobrança de escanteio e foi expulso. Pênalti cobrado por Rosembrick e defendido mais uma vez por Romero.
Com um homem a mais, o Ypiranga partiu de todas as formas na tentativa de abrir o placar. Pressionando o Porto e conseguindo as melhores jogadas. Aos 23, Luís Eduardo perdeu uma boa chance. Aos 26, Assis chutou pra defesa de Romero e aos 27, Assis de novo, depois do bate rebate, ele mandou para o gol, mas, já estava marcado impedimento.
Ao Porto restou apenas o bom chute de Naldinho no ângulo defendido por Geday. O Ypiranga ainda teve uma falta cobrada por Rosembrick, mas Romero estava atento.
O Porto voltou para o segundo tempo com Evandro no lugar de Kiros. Bem fechado na defesa o Gavião controlava a pressão do adversário, mas não tinha nenhuma saída para o ataque. A entrada de Rogério no lugar de Fabian aos 10 trouxe um pouco mais de velocidade aos contra ataques do tricolor.
Até essa altura, o Ypiranga já havia chegado várias vezes com perigo, duas chances com Assis aos 7 e24 e duas vezes com Iarle aos 12 e 21. Romero sempre atento defendeu todas às vezes.
O Porto só assustou o gol de Geday apenas uma vez no segundo tempo. Aos 27, Rogério dominou na direita e chutou forte e rasteiro no canto para a boa defesa do goleiro do Ypiranga.
A partir daí, foi só pressão do Ypiranga e Romero operando verdadeiros milagres. As 35, Fagner escapou sozinho pelo meio e Romero fez uma grande defesa.
As 43, Assis perdeu mais dois gols. O primeiro numa cabeçada a queima roupa e depois num chute no canto esquerdo. Romero salvou nas duas vezes.
No final, o resultado acabou sendo bom para o Gavião que jogou quase toda partida com um homem a menos e somou mais um ponto na classificação geral.

Nenhum comentário: