Seguidores

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

PORTO E NÁUTICO EMPATAM EM RECIFE

Equipe alvirrubra, apesar de ter um homem a mais que o adversário, não conseguiu derrotar o Porto e ficou no empate sem gols

Mesmo tendo um jogador a mais em campo desde os 42 minutos do primeiro tempo – o volante Márcio foi expulso –, o Náutico não teve competência para sair do 0x0 contra o Porto, ontem à noite, nos Aflitos. O resultado complicou a situação dos alvirrubros no primeiro turno do Campeonato Pernambucano. Com sete pontos, o Timbu, que mais uma vez não contou com o volante Ticão, ainda não regularizado, caiu para a 4ª colocação na classificação geral, a três pontos do líder Sport. A equipe também deixou a liderança do grupo A. Está em 2º, a um ponto do líder Serrano. Já o Porto segue como lanterna do grupo e da classificação geral, com apenas dois pontos.
No próximo domingo, o Náutico enfrenta o Centro Limoeirense, em Limoeiro, pela 5ª rodada. Já o Porto recebe o Serrano, em Caruaru.
No primeiro tempo, o Náutico teve muita dificuldade para fugir da boa marcação do Porto. Com o setor defensivo bem postado, o Gavião não dava brechas para os atacantes alvirrubros. Por outro lado, a equipe caruaruense quase não assustava. Assim, o que se viu foi um jogo sonolento.
Pelo lado do Náutico, as melhores chances vieram com Felipe. Aos dois minutos, o atacante levou perigo após girar em cima do zagueiro Gonçalves e chutar para fora. A outra boa oportunidade aconteceu aos 11 minutos. Everaldo lançou Felipe, que entrou na área e encobriu o goleiro Marquinhos. Gonçalves, quase em cima da linha, salvou o golaço. A única vez em que o Porto chegou com perigo ao ataque foi aos 34, quando Márcio fez boa jogada individual e chutou por cima da meta de Eduardo.
Aos 42, o mesmo Márcio foi expulso após agredir, fora do lance de jogo, o lateral-direito Serginho.
No segundo tempo, o técnico Roberto Fernandes promoveu a reestréia do baixinho Kuki com a camisa do Náutico. O artilheiro entrou na vaga de Otacílio. Com isso, Warley foi recuado para o meio-de-campo. Com a alteração e um jogador a mais, parecia que o cenário seria outro para os alvirrubros. Antes dos 15 minutos, o time já desperdiçava duas boas oportunidades, ambas em chutes de Alessandro.
O Porto respondeu aos 25. Bibi aproveitou falha de Vágner, entrou cara a cara com Eduardo, mas chutou em cima do arqueiro alvirrubro. O goleiro faria ainda outra importante defesa, aos 39, quando Rômulo chutou forte, no ângulo.
As duas últimas chances do Náutico vieram no final do jogo. Aos 42, Geraldo chutou, a bola desviou no zagueiro do Porto e Marquinhos defendeu com o ombro, no susto. Dois minutos depois, Felipe entrou na área e chutou forte, o arqueiro do Porto salvou com o pé. No fim, vaias da torcida alvirrubra.

Nenhum comentário: