Seguidores

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

SERRANO DE MORAL ALTO CONTRA O PORTO

Time de Serra Talhada está animado pela vitória sobre o Náutico, por 1x0, na rodada passada, e hoje recebe a equipe de Caruaru, que busca a primeira vitória na competição

Apesar de ter feito o gol da vitória do Serrano no jogo contra o Náutico, no último domingo, o atacante Roberval vai continuar no banco de reservas para a partida de hoje, onde o Serrano recebe o Porto, às 20h30, no Estádio Nildo Pereira de Menezes (Pereirão), pela segunda rodada do grupo A do Pernambucano.
O técnico do Jumento, Pedro Manta, comandou um coletivo, ontem à tarde, e confirmou a entrada do lateral-direito Cafezinho na vaga de Rogério, que foi expulso no jogo contra o Náutico. Além dessa, o treinador vai estudar a equipe do Porto para decidir se vai realizar outras alterações.

Pelo lado do Porto, o Gavião vai tentar se recuperar da derrota por 1x0 para o Centro Limoeirense, na estréia do Campeonato Pernambuco. Para incentivar o time, a diretoria anunciou um prêmio de R$ 4 mil para os jogadores em caso de vitória.

Ontem pela manhã, a equipe realizou o último coletivo antes do jogo. A única dúvida do técnico Edmilson Santos é em relação à entrada de Marcos Paraná, que pode substituir Bibi ou Pierre, dependendo de avaliação que será feita momentos antes do jogo. “Tivemos um início ruim e agora temos um jogo difícil pela frente. Precisamos ter equilíbrio e fazer os gols”, destacou Edmílson Santos.

Segundo ele, o time vai tentar corrigir as falhas nas finalizações e lutar para não perder tantas oportunidades de gol.

» Ficha do jogo

Serrano
Luciano, Cafezinho, Edu Mattos, Jacó e Minho, Marcones, Edvan (ou Carlos Henrique), Carlos Alberto e Nal, Júnior Xuxa e Fabian. Técnico: Pedro Manta.

Porto
Marquinhos, Stanley, Gonçalves e Romero, Val, Wagner Rosa, Márcio, Juninho e Arlindo, Pierre e Bibi (ou Marcos Paraná). Técnico: Edmílson Santos.

Local: Nildo Pereira de Menezes, em Serra Talhada.
Horário: 20h30.
Árbitro: Carlos Costa.
Assistentes: Roberto José Oliveira e Ivanildo Aroxa.

Nenhum comentário: