Seguidores

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

PORTO PERDE NOVAMENTE


O Porto perdeu para o Ypiranga por 1x0 na noite desta quarta-feira, no estádio Otávio Limeira em Santa Cruz do Capibaribe. Mais uma vez, a equipe apresentou um futebol medíocre contra um adversário que ainda não tinha vencido nenhuma partida na competição. Com apenas quatro pontos, o Porto ocupa a sétima posição do PE2013, com o pior ataque do torneio, apenas um gol em quatro jogos.

A partida começou com um atraso de nove minutos, pois o Ypiranga estava sem médico.  
O atraso esfriou os ânimos dos jogadores que começaram a partida em ritmo lento. As duas equipes exerciam uma forte marcação na entrada da área. Nos primeiros minutos, apenas alguns chutes de longa distancia, que não levou perigo a nenhuma meta.

Adelmo Soares promoveu mudanças no setor ofensivo, porém as entradas de Tiago Orobó e Thales não surtiram efeito desejado. O Ypiranga teve mais posse de bola, mas nunca chegou a pressionar o Gavião. O primeiro ataque dos donos da casa aconteceu aos 22 minutos, Carlinhos recebeu na grande área e rolou para Torres. O meia chutou para defesa de Emanoel.

Quatro minutos depois, Torres arriscou de fora da área, mas Emanoel novamente defendeu. O Porto seguiu segurando o adversário, mas sem se acertar no ataque. Aos 37 o Gavião levou outro susto. Após cobrança de escanteio, a bola bateu em Hugo livre e Emanoel defendeu.

O Ypiranga voltou para etapa complementar disposto a decidir, enquanto o Porto continuou com sua habitual sonolência. A Maquina assustou a meta do Gavião com Guilherme chutando de longe no primeiro minuto e com Bruno cobrando falta aos quatro minutos. Em ambas jogadas, Emanoel defendeu. O Porto só acordou aos nove minutos, Jackson, na única jogada que acertou o jogo inteiro, passou por dois adversarios e cruzou rasteiro. A defesa do Ypiranga afastou mal, mas Thaciano não aproveitou a sobra.

Dois minutos depois, Joelson deixou Thaciano na cara do gol, o meia não soube o que fazer com a bola e acabou sendo desarmado.

Aos 13, Jackson cometeu um pênalti infantil em Torres. O arbitro Alexsandro Rodrigues não deu nada, mas o assistente Bruno Alcântara marcou pênalti. Diogo bateu e converteu. Bola de um lado goleiro do outro.

Sem opções, Adelmo sacou o apagado Tiago Orobó para entrada de Jefferson Luiz. O Gavião passou a criar mais situações. Aos 17, Jefferson Luiz tentou cruzar e quase engana Jailson. Aos 21, foi a vez de Vagner Rosa arriscar para defesa de Jailson. O Ypiranga respondeu no mesmo minuto. Torres chutou,  Emanoel mais uma vez fez a defesa.

Três minutos depois, Jefferson Luiz lançou Joelson que tocou na saída do goleiro, mas a arbitragem marcou impedimento duvidoso. Aos 32 minutos, Henrique cobrou falta e acertou o travessão de Jailson. Adelmo ainda tentou as entradas de Jefinho e Lalá, nos lugares do ineficiente Thaciano e de Thales, que quase não tocou na bola. Mas o Porto não conseguiu chegar ao gol de empate.  

Nenhum comentário: