Seguidores

quinta-feira, 10 de março de 2011

PORTO VENCE E VOLTA AO G4


A noite tinha tudo para não ser boa. Depois de terminar o primeiro tempo em desvantagem no placar, o Porto deslanchou no segundo tempo e goleou a Maquina de costura por 5x2 e de quebra voltou ao G4 tirando o Sport que agora é o quinto.

Sem vencer a quatro partidas, o Porto entrou em campo determinado, bem diferente do futebol apático apresentado no ultimo jogo em Caruaru contra o América.

O Ypiranga apostava nos contra ataques com a dupla Gil e Fabrício Ceará. E foi a Maquina de Costura que teve a primeira chance do jogo aos 4 minutos. Gil aproveitou a bobeira da defesa, entrou livre e chutou para defesa de Mondragon.

O Porto respondeu com gol dois minutos depois. Sandro Miguel fez lançamento da defesa para Thiago Laranjeira, o meia dominou e cruzou rasteiro para Paulista, o lateral Novito tentou cortar e acabou fazendo gol contra.

O Ypiranga não se intimidou. Aos 10 minutos, Gil chutou cruzado, Mondragon defendeu, mas no rebote Fabrício Ceará mergulhou para empata de cabeça.

O Ypiranga poderia ter virado aos 12 minutos, mas Diego perdeu grande chance dentro da área.

O jogo seguiu bem disputado com as duas equipes criando chances de gols. Aos 17, Baiano quase coloca o Porto em vantagem num chute cruzado que Geday defendeu.

Aos 33, Paulista tabelou com Kiros e chutou da entrada da área, o árbitro viu desvio da defesa do Ypiranga e a bola saiu para escanteio. Na cobrança, Sandro Miguel cabeceou com perigo.

No minuto seguinte, cruzamento da esquerda e na falha de Altemar, Fabricio Ceará deixou o Ypiranga em vantagem.

O gol deixou o Gavião desnorteado, errando passes, o time desceu debaixo de vaias para intervalo.

Com a mesma formação que começou o jogo, o Porto voltou para o segundo tempo. Logo aos 3 minutos, Paulista fez boa jogada, a bola sobrou com Kiros que chutou em cima da defesa do Ypiranga.

No minuto seguinte, Kiros recebeu o lançamento da defesa e tocou para Thiago Laranjeira entrar na área e chutar rasteiro no canto direito de Geday deixando tudo igual.

Após o gol, o Porto alugou o campo de defesa adversário perdendo varias oportunidades. Aos 9, Kiros perdeu chance após falha de Geday.

Aos 11, Baiano invadiu a área e arriscou de pé esquerdo, Geday mandou a escanteio. Aos 15, Thiago achou Paulista dentro da área, mas o atacante chutou fraco para defesa do arqueiro do Ypiranga.

Thiago ainda bateu falta com perigo a direita do gol de Geday aos 17. Depois de muita pressão, finalmente saiu o gol da virada aos 27 minutos. Thiago cobrou escanteio, Geday saiu mal e soltou a bola nos pés de Alexandre Black que não perdôo.

Sem forças para buscar o empate. O ypiranga acabou sendo presa fácil para o Gavião. Aos 38, cruzamento na área, Téo ajeitou de cabeça para Naldinho, que fazia sua estréia no Pernambucano após se recuperar de contusão, fazer o quarto.

Aos 43, num contra ataque rápido, Altemar lançou Helder, o meia invadiu a área se livrou do goleiro Geday e fez o gol mais bonito da noite. O quinto do Gavião.

Como resultado, o Porto volta ao G4 com 26 pontos desbancando Sport com 25. No próximo domingo enfrenta o Náutico no Luís Lacerda.

Um comentário:

Anônimo disse...

O tricolor está de parabens.
Valeu gavião do agreste.
Que a sequencia de vitorias
continue.