Seguidores

quinta-feira, 6 de março de 2014

PORTO TROPEÇA EM SEUS PRÓPRIOS ERROS E PERDE CLÁSSICO

Central e Porto entraram em campo nesta quarta-feira para realizar o terceiro clássico entre as equipes nesta temporada. O Porto saiu na frente, mas quem fez a festa no final foi a torcida do Central, que conseguiu a virada com dois gols de Jonathan Goiano, vencendo a partida por 2 a 1.

Sem conseguiur triunfar sobre o rival desde 2011, o Porto adotou novamente uma postura defensiva durante toda partida. Já a Patativa tratou de ir para cima e conseguiu uma boa chance logo aos nove minutos. Danilo Lins recebeu pela esquerda e cruzou para Edson Di. O atacante centralino surgiu livre, mas chutou pra fora a primeira chance da partida.

Três minutos depois, foi a vez de Danilo Pires arriscar de fora da área e obrigar a Thiago Régis a fazer boa defesa, mandando para escanteio. O jogo seguiu morno, com as duas equipes criando poucas chances.

O Porto demorou 27 minutos para chegar ao ataque adversário, mas quando chegou acabou abrindo o placar. Felipe Almeida cobrou falta da esquerda e na saída errada de André, Kiros subiu livre para marcar de cabeça o primeiro gol da partida.

O Central tentou responder aos 34. Jean Batista cruzou da esquerda, mas Edson Di chutou fraco para defesa de Thiago.

Em desvantagem, Humberto Santos voltou com Jonathan Goiano para a segunda etapa. Logo aos dois minutos, o atacante cobrou falta e obrigou Thiago a fazer boa defesa. Aos cinco, o atacante novamente recebeu de João Paulo e chutou cruzado, Geninho mandou para escanteio.

O Porto tentou responder. Aos sete minutos, após uma boa trama do meio campo, Felipe Almeida deixou Kiros na cara do gol, mas o atacante demorou para definir e a bola acabou desviando na defesa do Central. Em seguida, na cobrança de escanteio, foi a vez de Wallace perder um gol incrível na pequena área do Central.

Aos poucos, o Central passou a intensificar o domínio da partida, ficando cada vez mais perto do gol de empate. Aos 16, Danilo Pires recebeu na área, fez o corte em cima de Evandro, mas chutou pra fora. No minuto seguinte, foi a vez de Jonathan Goiano fazer fila no meio da defesa do Porto e chutar com perigo à direita do gol de Tiago.

No lance seguinte, não teve perdão. O atacante recebeu cruzamento de João Paulo e aproveitando a saída insegura de Thiago Régis, cabeceou no meio do gol, tudo igual no Lacerdão.

O Porto tentou acordar aos 19, mas a cabeçada de Kiros foi defendida por André. Enquanto Humberto armava seu time para conseguir a virada colocando Jailton e Luiz Fernando, Elenilson tentava apenas se defender promovendo a entrada de Clebson na vaga de Rennan. Mas aí vale a pena tirar um pouco da culpa do treinador que não tem peças à altura em seu banco de reservas para promover alguma mudança tática.

Então o Central aproveitou. Aos 30, Wallace tentou sair jogando na entrada da área e acabou perdendo para Jonathan. O atacante invadiu a área, mas chutou fraco para defesa de Thiago. Aos 34, cobrança de escanteio para o Central, após bate-rebate dentro da área, a bola sobrou nos pés de Guego, o meia vacilou feio e acabou perdendo a bola para Joanthan Goiano, este sim não vacilou e chutou colocado dando números finais ao confronto.

Atordoado, o Porto perdeu o que tinha de organização, principalmente depois das entrada de Tiago Orobó e Matheus Araripina, que pouco acrescentaram ao time.


Com o resultado, o Porto desceu para lanterna da competição com apenas três pontos. O Central subiu para quarto, com seis pontos.

Nenhum comentário: