Seguidores

sábado, 15 de março de 2014

SEM MUITO ESFORÇO, SANTA GOLEIA O PORTO

O Porto continua sua turnê de vexames no segundo turno do Campeonato Pernambucano. Em partida realizada neste sábado, na Arena Pernambuco, o Gavião entrou em campo apenas para assistir a exibição do Santa Cruz, que sem muito esforço conseguiu uma goleada por 4 a 0. O resultado afundou ainda mais o time de Elenilson Santos, que permanece na última posição da competição com apenas três pontos. O Santa assumiu a segunda posição com onze.

Jogando fora de casa, o técnico Elenilson Santos armou o Porto como se esperava: numa postura defensiva. O Santa Cruz tomou a iniciativa da partida, porém faltava ao tricolor da capital objetividade, com a equipe limitando-se a tocar a bola de um lado para o outro, sem levar perigo ao gol de Thiago Régis.

O Santa foi aos poucos afunilando sua ações ofensivas. Aos 16 Oziel levantou a bola na área do Porto, Renan Fonseca testou firme. Thiago Régis espalmou e a bola volta para o zagueiro coral, que cabeceou novamente. a bola foi na trave. Dois minutos depois, foi a vez de Carlos Alberto receber na entrada da área e assustar a meta defendida por Thiago.

O Santa teve outro bom momento depois dos 26 minutos. Caça-Rato recebeu na área e tocou para Raul, mas meia tricolor mandou por cima do gol. No minuto seguinte, Sandro Manoel lançou Raul na área do Gavião, mas o meia perdeu outra boa chance.

O Porto conseguiu passar do meio do campo apenas aos 30 minutos. Felipe Almeida cruzou na área e Alisson subiu de cabeça, Thiago Cardoso mandou para escanteio. Foi a única chance do Porto em noventa minutos de jogo.

O Santa respondeu cinco minutos depois. Léo Gamalho recebeu na área e Wallace chegou todo estabanado, foi o suficiente para o arbitro marcar pênalti em favor do Santa. O próprio Gamalho cobrou e não deu chance de defesa para Thiago Régis.

Como o Porto não passava do meio campo, o Santa continuou à vontade na partida. Mas para um time que jogava praticamente com oito jogadores atrás da linha da bola, era imperdoável acontecer a falha de marcação que originou o segundo gol coral. Aos 42, Léo Gamalho recebeu livre na área e rolou para Luciano Sorriso, que também surgiu livre na marca do pênalti. O meia teve tempo para escolher o lado e tocar na saída de Thiago Régis. 2 a 0 Santa Cruz.

O Porto voltou para o segundo tempo esperando apenas o tempo passar, tendo em mente apenas o objetivo de evitar mais uma goleada na competição. O Santa diminuiu o ritmo e as chances de perigo ficaram escassas.

O técnico Elenilson Santos, mais uma vez apostou na entrada do ineficiente Matheus Araripina no lugar de Jefinho. Mas foi o Santa que assustou. Aos 21, Jefferson Maranhão rolou para Raul que mandou de primeira por cima do gol. O jogo seguiu sem muita emoção até que aos 39, Oziel foi à linha de fundo e cruzou para Jefferson Maranhão cabecear livre, sem chance de defesa para Thiago. 3 a 0 Santa..

Dois minutos depois o vexame ficou completo: Léo Gamalho chutou cruzado e a bola foi na trave. Jefferson Maranhão apareceu na sobra e marcou o quarto gol do Santa. Dando números finais ao confronto.








Nenhum comentário: