Seguidores

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

PORTO PERDE E SAI DO G-3

O Central levou a melhor no segundo clássico local realizado neste ano pelo Campeonato Pernambucano. A partida, realizada nesta quinta-feira contra o Porto, foi vencida pela Patativa pelo placar de 1 a 0. Com esse placar, a equipe alvinegra continua na briga pelo titulo do primeiro turno. Quanto ao Porto, a derrota para o arquirrival o tirou da zona de classificação para o segundo turno e só não foi pior, pois o Vitória apenas empatou contra o Chã Grande. O Porto caiu para quarta posição com 11 pontos, um menos que o tricolor das tabocas e nove pontos distante do alvinegro. Para piorar a sequencia sem vitórias contra a Patativa aumentou para seis confrontos.

JOGO:

O Central começou melhor a partida, impondo seu toque de bola e jogando em velocidade, a Patativa procurava mais o ataque, enquanto o Porto preocupava-se apenas em não tomar gols. Mesmo assim, as chances criadas pelos alvinegros não chegaram a assustar o goleiro Emanoel. Passado os primeiros minutos, o Porto foi tomando coragem e arriscando mais em seu campo ofensivo. Aos 12, Kiros arriscou o chute de fora da área, a bola resvalou na defesa do Central e quase surpreende o goleiro André. Com o jogo mais equilibrado, as chances de gols diminuíram com as duas equipes procurando a melhor maneira para atacar.

Apenas aos 22, o Central assustou de fato a meta defendida por Emanoel. Lançamento em profundidade, a defesa do Porto parou pedindo impedimento. Wanderley entrou com a bola dominada dentro da área, mas o atacante do Central perdeu um pouco o ângulo, chutando por cima do gol.

O gol do Central surgiu aos 36. Após tabela de Roger e Adriano, o lateral do Central encontrou Tallys livre na grande área. O meia teve tempo de dominar e escolher o canto direito de Emanoel, fazendo a festa da torcida alvinegra no Lacerdão.

Ainda houve tempo para mais duas chances de gol na primeira etapa. Para o Central, a falta cobrada de Diego Góis assustou o goleiro Emanoel. Pelo lado do Gavião, o chute de Jefferson Renan passou à direita do gol de André.

Na etapa complementar, o Porto voltou com uma postura diferente. Com mais velocidade e apostando nos passes curtos, o Gavião dominou os primeiros minutos de forma surpreendente. Mas faltava ao Gavião a referencia de Joelson na frente. Que deixou o clube na véspera, após ser negociado com o futebol coreano.

Com Kiros isolado, restava ao Porto a ineficiência de Thaciano e as arrancadas inúteis de Jefferson Renan. Não demorou muito para o Central voltar a dominar e retomar as rédeas da partida. Aos oito, Danilo Pires arrancou pela direita, cruzou para o meio da área para Wanderley. O atacante quase alcança e a bola acabou sobrando com Tallys, que da entrada da área acertou a trave de Emanoel.

Aos 14, nova trama do Central. Jonathan Goiano tocou para Tallys, que rolou para Adriano que chutou colocado. Emanoel fez a defesa. A partir daí, o Central passou a quebrar o ritmo da partida, segurando o jogo e evitando qualquer esboço de reação do Porto.

Elenilson Santos tentou reorganizar sua equipe com a entrada de Tiago Orobó na vaga de Thaciano. Enquanto Humberto Santos, sacava Jonathan Goiano, que havia entrado minutos antes, para entrada de Jailton.

Mas tudo quem Elenilson viu foi seu time levar uma bola na trave aos 37, num chute de colocado de Jailton. Sem ter para onde correr, Elenilson colocou seu time no ataque com as entrada de Jefinho e Alex Caruaru nas vagas de Erasmo e Caio, respectivamente. Mas tudo que conseguiu foi um chute de Baiano aos 48 e uma cabeçada de Alex Caruaru aos 49, ambos os lances foram parar na linha fundo.

As duas equipes voltam a campo no próximo fim de semana. No estádio Luiz de Lacerda, o Porto enfrentará o Ypiranga, enquanto o Central vai até Vitória de Santo Antão enfrentar o Chã Grande.


Nenhum comentário: