Seguidores

domingo, 28 de dezembro de 2014

PORTO SAI NA FRENTE, MAS NÃO SEGURA O AMÉRICA

O Porto não conseguiu passar pelo América na tarde deste domingo no Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru. Em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Pernambucano, o Gavião saiu na frente com um gol de Marlon, mas acabou cedendo um gol nos acréscimos, terminando num empate em 1 a 1. Por sorte, apenas o Vera Cruz venceu na rodada, que teve mais dois empates, resultados que manteve o Porto na sétima posição, com seis pontos, a três pontos do segundo colocado, o Serra Talhada.

As duas equipes protagonizaram um primeiro tempo tecnicamente fraco. Talvez o forte calor da tarde de Caruaru, ou pela marcação cerrada, o certo é que foi uma etapa em que as equipes pouco produziram.

O América entrou em campo com uma proposta defensiva, que ficou ainda mais acentuada quando perdeu seu camisa dez, Kássio, por lesão, deixando as ações ofensivas apenas com Jackson e Deisinho. O Porto tinha pouca criatividade no meio campo, vivendo de arrancadas pouco produtivas de Luquinha e Jeremias.

Na melhor chance do Gavião, aos oito minutos, Etinho cruzou da esquerda e encontrou Luquinha, livre próximo da pequena área, mas o meia do Porto apenas resvalou de cabeça com a bola saindo perigosamente à esquerda de Jorge.

O América chegou com perigo aos 27. Deisinho recebeu dentro da área, jogou entre as pernas de Eriveltro, mas acabou chutando por cima do gol de Dida.

No segundo tempo o jogo melhorou. Elenilson promoveu a entrada de Marlon, na vaga do pouco produtivo Etinho. Mas foi o América que atacou primeiro. Logo aos dois minutos Jackson fez boa jogada pela direita e cruzou para Rei, mandar por cima do gol.

O Porto respondeu aos 13 minutos. Kiros lançou Jeremias, que invadiu a área e chutou com perigo à esquerda de Jorge. Mais uma vez o Porto, aos 18 Marlon invadiu a área e rolou para Luquinha, a defesa tentou afastar, mas a bola voltou com Marlon, que tocou no canto esquerdo de Jorge, abrindo o placar para o Gavião.

O técnico Elenilson Santos, que iria entrar com Jefinho, desistiu e promoveu a entrada de Vagner Rosa. O time perdeu o contra ataque e passou a ser dominado a partir da metade da etapa complementar. Mesmo assim, o maior perigo produzido pelo América foi em uma cobrança de escanteio, que o zagueiro David furou na hora de definir.

Nos acréscimos veio o castigo. Jackson cobrou um lateral errado, Rei rolou para Deisinho, que se aproveitou do cochilo de Mardley na marcação, avançou e chutou rasteiro, a bola foi defensável, mas Dida aceitou. Estava decretado o empate e o resultado final do jogo.  

Nenhum comentário: