Seguidores

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

PORTO VENCE SPORT DEPOIS DE 16 ANOS


Foram dezesseis anos de espera, e com um gol de Kiros, logo ele, a torcida do Porto pôde comemorar uma vitória sobre o Sport em Caruaru. Numa grande partida na noite desta quarta-feira, o Gavião afundou ainda mais o Sport e chegou aos 21 pontos dividindo vice-liderança com o Santa Cruz.

Jogo:

A partida começou aberta com as duas equipes procurando o gol desde os primeiros minutos. Logo aos 6, Ciro recebeu na área e tentou bater colocado, buscando o ângulo direito, mas a bola subiu muito.

Dois minutos depois, num contra-ataque veloz, o Porto chegou a abrir o placar com Douglas. Ele recebeu na área e tocou por cima do goleiro Magrão, mas o árbitro Sebastião Rufino Filho anulou, marcando impedimento. A análise pela televisão mostrou que o meio-campo do Gavião estava em posição legal.

O jogo continuou quente, e aos 16 minutos quem assustou foi o Sport. Carlinhos Bala cobrou uma falta para a área e Germano, com o pé, desviou. A bola explodiu na trave e sobrou para Renato Ribeiro, na área, isolar.

Aos 33 minutos, o Porto também chegou muito perto. Após um cruzamento para a área, Paulista cabeceou com perigo. Dois minutos depois, Paulista recebeu na área, ficou frente a frente com Magrão e soltou a bomba. O goleiro rubro-negro fez uma grande defesa.

Mas, aos 44 minutos, Kyros não desperdiçou. Ele aproveitou uma bobeira da zaga rubro-negra, invadiu a área e bateu no canto direito de Magrão.

Para tentar buscar o resultado, o Leão voltou para o segundo tempo com duas mudanças. O técnico interino Gustavo Bueno tirou Ciro e Renato Ribeiro para as entradas de Ruan e Bruno Mineiro.

Mas, foi o Porto quem primeiro chegou com perigo. Numa jogada veloz de Edy, pela direita, ele ganhou de Dutra e bateu forte, na entrada da área. Magrão fez a defesa parcial e Germano chegou para afastar num chutão.

O Leão chegou com perigo aos 12 minutos, quando Ruan bateu forte e Mondragon deu rebote. A bola ficou na pequena área, mas a zaga do Gavião conseguiu afastar num chutão. Sem o resultado esperado, Gustavo Bueno fez a última substituição com a entrada de Fabrício na vaga de Wellington Saci.

E o Porto continuou pressionando em busca do segundo gol. Aos 19 minutos, Kyros ganhou na velocidade, invadiu a área, mas acabou adiantando de mais a bola e batendo prensado com Magrão. Aos 27 minutos, Thiago Laranjeira cobrou falta com veneno e o goleiro do Sport fez nova defesa.

A resposta rubro-negra veio aos 36 minutos, quando a bola sobrou na área para Bruno Mineiro. Ele dominou e bateu, mas Mondragon fez uma grande defesa. Após o lance, o Porto passou a tocar bola e administrar o jogo aos gritos de olé. No apito final, o Sport deixou o gramado bastante vaiado.

Nenhum comentário: