Seguidores

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

PORTO HUMILHA SANTINHA

No segundo jogo fora de casa, o Santa Cruz jogou um balde de água fria na sua torcida ao ser goleado pelo Porto por 4x0 na noite desta quarta-feira (14), no Luiz Lacerda, em Caruaru. O time tricolor cometeu inúmeras falhas no sistema defensivo, principalmente no segundo tempo e vai tentar a reabilitação no próximo domingo (17), contra o Central, no Arruda.
O resultado manteve o Porto com cem por cento de aproveitamento e dividindo a liderança com o Sport, mas levando vantagem no saldo de gols (7x6). Por sua vez, o Santa é o sétimo colocado, com três.
A partida começou equilibrada e com os times demonstrando respeito mútuo. O primeiro lance de mais perigo foi por intermédio do Santa. Aos 15 minutos, Parral bateu escanteio e Márcio cabeceou a esquerda, levando perigo ao gol de Danilo. Até a metade da primeira etapa, o time coral teve um pouco mais de posse de bola, porém a transição do meio para o ataque dava-se de forma lenta.
Assim, a dupla de ataque ficou isolada, com Marcelo Ramos não tendo nenhuma oportunidade. Já o Porto, quando chegava mostrava mais qualidade na aproximação. Os erros eram na finalização, principalmente quando a bola estava nos pés de Thiago Laranjeira. A única chance para Marcelo Ramos saiu numa jogada ensaiada, aos 32. Parral bateu falta e o artilheiro chutou no canto, com muito perigo.
A resposta do Gavião veio sete minutos depois. Thiago Laranjeira entrou na área e foi derrubado pelo apagado Memo. Guego foi para a cobrança e bateu no lado oposto ao que atirou-se o goleiro André Zuba. Aos 42, o Porto quase chegou ao segundo, mas Memo, desta vez, apareceu bem para cortar.
Para o segundo tempo, o volante Hudson fez sua estréia no lugar de Elder com o nítido objetivo de proteger melhor a defesa coral. Mesmo assim, Rodolfo Potiguar chutou com perigo aos quatro minutos. Depois disso, o Santa conseguiu evitar as investidas mais perigosas do adversário por um bom tempo. Por outro lado, não mostrava criatividade com direito até a pisada na bola por parte de Marcelo Ramos.
Depois de 20 minutos sem perigo, a defensiva tricolor voltou a vacilar. Numa reposição de bola do goleiro Danilo, os zagueiros corais não conseguiram cortar e a bola sobrou limpa para Kirios chutar no canto, sem chance de defesa para Zuba. O goleiro tricolor adiou o terceiro gol dos caruaruenses aos 33, ao sair bem nos pés de Val.
No entanto, na reta final ele não pôde segurar. Aos 44, Thiago Laranjeira fez boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou para Guego finalizar e fazer seu segundo gol no jogo. A goleada encerrou nos acréscimos, aos 47. Val dominou a bola na meia-lua e chutou forte.

Ficha do jogo:
PORTO 4X0 SANTA CRUZ
LOCAL José Luiz Lacerda (Caruaru)
DATA 14/01/2009
ÁRBITRO Emerson Sobral
ASSISTENTES Júlio Cesar e Albert Júnior
Porto:
Danilo; Baiano (Val), Gonçalves, Stanley e Airton; Rodolfo, Cosme, Guego e Tiago Laranjeira; Kiros (Neílson) e Marlos(Romulo). Técnico: Adelmo Soares.
Santa Cruz:
André Zuba; Parral, Sandro (Anderson), Memo e Adílson; Bilica, Wagner, William (Juan Felipe) e Elder (Hudson); Márcio e Marcelo Ramos. Técnico: Márcio Bittencourt.

GOLS: Guego, aos 39 do primeiro tempo. Kiros, aos 24; Guego, aos 44; e Val, aos 47 do segundo. CARTÕES AMARELOS: PORTO- Rodolfo Potiguar e Guego. SANTA CRUZ- Memo, Parral e Wagner.
PUBLICO 7610
RENDA R$ 51.790,00

Nenhum comentário: